Skip to main content

Beyond the Dawn chega para expandir o universo construído em Tales of Arise, trazendo uma continuação direta aos acontecimentos do primeiro jogo e resgatando o excelente título que ficou esquecido no longínquo ano de 2021.

Mesmo perdendo a janela ideal para lançar um DLC e contrariando a fórmula da franquia, que busca fechar suas histórias num único jogo, a Bandai Namco retorna aos conflitos dos planetas Rehna e Dahna para contar um novo capítulo envolvendo Alphen e Shionne.

Tales of Arise: Beyond the Dawn
Alphen e sua Espada Flamejante ainda continuam com muito trabalho

Gostaria de ressaltar que Beyond the Dawn é um conteúdo pós-jogo de Tales of Arise, fazendo com que este review tenha alguns spoilers. Mesmo sendo um lançamento independente, sem depender de nenhum progresso salvo anteriormente, ele exige e considera que você saiba de muitos acontecimentos e da lore. Começar por este DLC pode ser um grande erro, principalmente para quem não está familiarizado com a série Tales of.

Um epílogo muito satisfatório

Um ano após Alphen e Shionne, com o apoio de Rinwell, Law, Dohalim e Kisara, derrotarem o Grande Espírito e lutarem contra os lordes pela questão envolvendo a política e opressão entre Dahna e Rehna, todos vivem em um mundo pacificado, porém longe de conquistarem a união e resolução entre seus povos. Continuando em suas missões, os heróis partem em aventuras para selarem os mausoléus de Rehna, que estão absorvendo Energia Astral e retardando o processo de unificação dos dois planetas.

Tales of Arise: Beyond the Dawn
Nazamil é uma excelente adição à lore desse mundo

A partir deste plot inicial nós conhecemos Nazamil, uma misteriosa garota que carrega um passado ligado a um dos antigos lordes. Para evitarmos spoilers do jogo, o mais importante é ressaltar que a construção narrativa deste jogo funciona perfeitamente como um grande epílogo, fazendo com que Beyond the Dawn mostre as consequências de Tales of Arise e o contraste perfeito, pelas atitudes e questionamentos de Nazamil, sobre temas muito atuais como, por exemplo, segregacinismo, extremismo e xenofobia.

Num jogo que não vai levar mais do que 15 horas para ser finalizado, podendo ser fechado bem antes disso, a experiência pode ser um grande déjà vu ao mesmo tempo em que funciona melhor do que um New Game Plus, pois oferece uma evolução para o que já conhecemos como resultado dos acontecimentos anteriores.

Tales of Arise: Beyond the Dawn
A dinâmica de Nazamil com os heróis é muito bem construída

Novos NPCs para interagir, mais conteúdo para aprendermos sobre as condições em relação à condição deste mundo unificado, além de muitas quests secundárias, com foco no mundo ou nos personagens, que surgem para complementar a história principal, repleta de momentos marcantes e emocionantes, que brilha ao explorar a dinâmica entre todos os personagens, especialmente quando focam em Alphen e Nazamil.

Refinamento pela união de muitos fatores

Infelizmente os desenvolvedores, por optarem em trabalhar num DLC independente, resolveram adotar no ponto de partida que desconsidera a sua evolução em Tales of Arise retornando ao level 65 para today a party, levando em conta apenas o que você cumpriu no jogo base para adicionar alguns bônus.

Tales of Arise: Beyond the Dawn
O combate continua fácil, fluído e viciante

Não espere novos personagens para a party, muito menos o desbloqueio de novas habilidades, mesmo tendo que preencher boa parte da sua árvore de skills, no entanto o o combate frenético já conhecido, cheio de efeitos visuais e que ficam ainda mais bonitos na nova geração, recebeu a adição dos Boost Attacks. Esta novidade permite selecionarmos um dos personagens, quando um aviso aparecer na tela, para atacar em conjunto com algum outro herói da party, numa animação incrível.

Além do modo foto e muitos acessórios, visuais e itens para você utilizar, principalmente se você comprar os pacotes de conteúdo adicional, Tales of Arise: Beyond the Dawn é um DLC competente e que oferece um refinamento do jogo base, resgatando um dos melhores títulos da franquia.

Tales of Arise: Beyond the Dawn
Tales of Arise: Beyond the Dawn fica ainda mais bonito no PS5

Com um visual que mistura 3D, traço e aquarela, esbanjando carisma e estilo, junto à trilha sonora empolgante e muito bem trabalhada, a Bandai Namco soube como resgatar um dos excelentes lançamentos de 2021, explorando temáticas atuais através de uma escrita inteligente com uma boa história, responsável por fechar a jornada de Alphen, Shionne e Nazamil.

92%


Prós:

🔺 Gráficos deslumbrantes e animações fluidas
🔺 Mundo imersivo e visualmente cativante
🔺 Excelente dinâmica entre Alphen e Nazamil
🔺 Escrita inteligente que aborda temáticas atuais
🔺 Boa oportunidade para revisitar Tales of Arise

Contras:

🔻 Sem conteúdo atrelado ao progresso em Tales of Arise
🔻 Repetitividade pela falta de novos personagens
🔻 Falta de novidade em mecânicas, gameplay e habilidades

Ficha Técnica:

Lançamento: 09/11/23
Desenvolvedora: Bandai Namco
Distribuidora: Bandai Namco
Plataformas: PS4, PS5, PC, Xbox Series, Xbox One
Testado no: PS5

Review – Ruff Ghanor

Rafael NeryRafael Nery27/02/2024

Review – Penny’s Big Breakaway

Renato Moura Jr.Renato Moura Jr.27/02/2024