Skip to main content

Não posso negar que sou amante de felinos, portanto logo me identifiquei com Super Crush KO. Neste jogo temos que regatar Chubbz, um gatinho que é uma verdadeira bola de pelos. A fofura é tão grande que até eu gostaria de tê-lo, mas infelizmente um ser extraterrestre chegou antes e sequestrou o animal. Karen, sua dona, está furiosa e parte em uma jornada para resgatá-lo. Tendo conhecimento da força dessa garota, eu que não queria estar na pele desta alienígena, muito menos fazer parte do seu exército de robôs.

Super Crush KO é um jogo carismático que mistura uma jogabilidade beat’em up e run and gun de forma bastante acelerada, mas sem deixar de ser ágil em fases lotadas de inimigos. Como se não bastasse sequestrar o gato, a alienígena Ann envia inúmeras hordas de robôs pra atrasar Karen enquanto tenta fugir com o animal mais fofo do universo.

Resgatando o companheiro de quatro patas

Durante o sequestro, Ann abandona sua arma, equipamento que fica a sua disposição e parece o suficiente para destruir as máquinas, mas logo ela se mostra limitada, já que existem diferentes tipos de robôs atacando de todos os lados. Felizmente, Karen não se desespera e nas primeiras fases aprende diversos combos para chutar essas latas velhas, conseguindo abrir caminho até a vilã.

Imagem do jogo Super Crush KO
Este é o famoso Kame Hame Ha?

Os golpes de Super Crush KO consumem a barra de força, que é recuperada com pontos após destruir os inimigos, já a arma tem um sistema de aquecimento onde você precisa esperar um curto período para atirar novamente. Executar os combos é bem fácil, já que os comandos são simples e acessíveis. E se você precisar de mais poder, é possível reunir força para um ataque especial devastador. Tudo ocorre de forma muito fluida e agradável, com cenas de destruição e peças voando para todos os lados.

Em pouco tempo, as fases começam a ficar um tanto desafiadoras, mas nada tão complicado a ponto de deixar o jogador estressado com a situação. Os enxames de robôs passam a ser extremamente grandes, onde cada um ataca ao seu modo, mas basta manter a atenção para não levar danos sérios e realizar uma boa combinação de golpes para destruir todos rapidamente. Para ajudar na progressão, existem cinco vidas em cada uma das fases e checkpoints espalhados por aí.

Imagem do jogo Super Crush KO
Ei, passa esse gato pra cá!

Super Crush KO possui quatro cenários, onde cada um contém quatro fases e um chefão. Os níveis possuem algumas plataformas e obstáculos fáceis de evitar. Uma das coisas notáveis é que alguns trechos do level se repetem em cenários diferentes. Por vezes, você perceberá que a disposição das plataformas e até mesmo o visual são semelhantes mudando apenas as cores e detalhes.

Enfrentando uma curta jornada lotada de inimigos alienígenas

Há funcionalidades em Super Crush KO que são muito boas, mas o jogo mal aproveita todas elas. As fases, por exemplo, possuem plataformas que permitem habilidades como: salto maiores, impulsos mais fortes e até portais que atravessam parte do cenário. Esses itens poderiam permitir fases mais elaboradas e dinâmicas com locais secretos ou até desafios mais complexos, mas a verdade é que os níveis são pequenos e simples, nos prendendo apenas pelas hordas de inimigos.

Imagem do jogo Super Crush KO
Calma ai, lata velha. Estou chegando para te detonar!

Esses elementos poderiam ser utilizados para dar folgas entre os combates, pois eles ocorrem um atrás o outro e isso ajudaria a estender a duração da jogatina. Da forma que está, os desafios são bem rápidos e, por possuir poucas fases, o jogo acaba repentinamente. Como não há itens colecionáveis para instigar a repetição destes níveis, a Vertex Pop adicionou confrontos em pontos chaves. Nestes momentos, você precisa lutar rapidamente e sofrer o mínimo de dano para tentar alcançar o ranque ‘S’. Essa pontuação ficará marcada no final da fase, como um dos objetivos que você pode completar para ganhar a nota máxima. É um bom modo de promover uma nova visita aos desafios, mas talvez não seja suficiente para garantir muitas horas de jogatina.

Ao final da fase, sua pontuação somará quantos embates você atingiu o ranque máximo, vidas utilizadas, tempo e danos levados. O resultado desta conta pode ser compartilhado no mural on-line de Super Crush KO. Com isso, você poderá visualizar qual sua posição não só entre os amigos, mas também com todas as outras pessoas que possuem o título. Mas o que realmente poderia melhorar a experiência são os itens desbloqueáveis, coletáveis ou até níveis secretos. Quem sabe no futuro isso não possa ser implementado.

Imagem do jogo Super Crush KO
As animações de combate de Super Crush KO são muito boas.

Super Crush KO é uma experiência agradável que deixa aquele gosto de quero mais, mesmo que as fases não sejam tão dinâmicas, mas são os combates que chamam a atenção suficiente para desejarmos mais adições. A história não é extremamente elaborada, mas sua simplicidade é cativante e convenhamos que resgatar o bichano é um motivo muito forte para enfrentar essa jornada. A narrativa também agrada, com os pequenos trechos em quadrinhos levemente animados e diálogos cheios de piadinhas fáceis de entender, graças às legendas em português.

Salvar a vida de Chubbz rende uma aventura colorida, divertida e cheia de batalhas, os golpes são tão bem elaborados que até a Ann ficará surpresa com o tamanho emprenho de Karen para salvar o animal. O desfecho não demora muito para acontecer, o que é bom para o gato, mas talvez ruim para nós que gostaríamos de esmagar mais robôs e explorar um pouco mais destes cenários.

SCHiM

Review – SCHiM

Diego CorumbaDiego Corumba15/07/2024
Imagem do review de Anger Foot

Review – Anger Foot

Marco AntônioMarco Antônio11/07/2024