Skip to main content

Resonance – The Lost Score, da desenvolvedora Demerara Games (de Natal, Rio Grande do Norte), veio com uma proposta peculiar até mesmo para o cenário de jogos independentes. A ideia surgiu na Global Game Jam 2017, com o tema deste ano: “Waves” (Ondas). A equipe decidiu então fazer um game que utilizasse os efeitos de ressonância sonora como principal mecânica de jogabilidade. Ou seja, aquele mesmo efeito que torna possível quebrar uma taça de cristal com a voz.

Projetado como um jogo de plataforma, a ideia é mover seu personagem com o controle e utilizar sua voz para destruir, derrubar e mover obstáculos pelo caminho. Precisa ter habilidades de cantor para jogar bem? Felizmente não. Basta um microfone e bastante paciência, pois o desafio é alto.

Oooooooohhhh… foi!

Jogando com a voz

Tanto a mecânica quanto a temática de Resonance – The Lost Score é bastante simples. Simplicidade essa que vem na medida certa. Os cenários são agradáveis, o protagonista (Wez) é carismático e a dificuldade… Bem, ela vive te dando chutes na bunda! O controle de Wez é o básico esquerda + direita + pulo. O diferencial vem com o uso do microfone no PC para você soltar a voz e vencer os obstáculos.

De cara eu não imaginava que o jogo cobraria tanto que eu acertasse tons ou notas. Achei que era só gritar e minha voz demoliria o cenário todo. Mas as tentativas são bem divertidas: com as notas certas você ativa plataformas; ao cantar outra nota você destrói barreiras; com outra nota partes da caverna caem, abrindo passagem ou lhe atingindo. O uso da voz é bem dinâmico e chega a ser engraçado ficar tentando acertar a nota correta.

Aaaaaaahhhh… ah droga!

Quem mora na sua casa pode achar que você enlouqueceu, pois depois de ficar fazendo um “aaaaaaah” por vários segundos você pode rir pelo dobro do tempo e perceber que alguém chamou a ambulância para te buscar. Brincadeiras a parte, Resonance – The Lost Score merece continuação ou uma nova versão mais longa, uma vez que a aventura dura pouco. Depois de pegar o jeito, fica mais fácil passar os níveis. A maior dificuldade está em procurar as notas perdidas. Você pode refazer os níveis quando quiser pra tentar buscar aquela notinha que ficou pra trás. Aliás, somente assim é possível chegar ao final do jogo.

Os elementos de plataforma são bem clássicos, como pular em bloquinhos para pegar itens e pular entre plataformas em movimento – aqui com o adicional combo máximo de dificuldade, que é pular entre plataformas que estão se movendo enquanto acerta uma nota com esse seu vozeirão aí.

Após concluir a aventura com muitas risadas, só posso afirmar que dá gosto ver desenvolvedores brasileiros criando jogos com ideias tão diferenciadas. Resonance – The Lost Score foi lançado na loja digital itch.io e pode ser adquirido por US$ 1,99. Atualmente, o game também está no processo do Greenlight, para entrar na Steam.

SCHiM

Review – SCHiM

Diego CorumbaDiego Corumba15/07/2024
Imagem do review de Anger Foot

Review – Anger Foot

Marco AntônioMarco Antônio11/07/2024