Skip to main content

Voltar a jogar Ready or Not, foi uma experiência extremamente interessante, comprei o jogo no começo do early access e como ainda havia pouco conteúdo o deixei de lado. Retornando agora com muitas mais missões e amigos para experimentar esse simulador policial, me lembrei de como este jogo me faz refletir sobre o medo.

Ready or Not da VOID Interactive coloca o jogador na linha de frente em uma equipe da S.W.A.T da cidade fictícia de Los Sueños na divisa com o México. O local se tornou um centro de atividades criminosas, com vários grupos e gangues causando caos pela cidade e resta ao jogador impedir estes grupos e restaurar a ordem.

Encarando o crime frente a frente

Em Ready or Not o jogador irá enfrentar diversos cenários de cunho criminoso, indo desde sequestros, invasões, desarme de bomba ou simplesmente entrar e eliminar todos os meliantes do local. Contando com dezoito níveis e com até cinco modos de jogo por nível, temos em torno de 90 opções de como abordar os níveis.

Ready or Not
Calma e precisão irão te levar longe neste jogo

O jogador passa por diversos cenários diferentes, em um deles você pode estar desarmando bombas em um hospital, resgatando reféns em uma fazenda tomada por nacionalistas malucos ou eliminando hackers que tomaram um prédio de uma empresa servidores. Há muitas opções de níveis e o que fazer nestes níveis.

O jogo ainda tem um certo elemento procedural, uma vez que sempre que se inicia a fase novamente, seja por morte ou apenas jogando ela outra vez, o game irá alterar a posição de inimigos, reféns, itens a serem coletados e armadilhas. Sempre espere o inesperado então, afinal a armadilha que estava em uma porta, pode estar bem mais perto do que se espera.

Os inimigos são casca dura e não vão deixar barato que você esteja tentando impedi-los. Sempre armados até os dentes eles abrirão fogo sem pensar duas vezes e alguns ao se renderem podem ter uma surpresinha nas costas, como uma pistola escondida, ou uma faca que irão usar para enfiar em você na hora que for prende-los, todo cuidado é pouco em Ready or Not.

Ready or Not
Sempre reporte os abates ou apreensões no local

A fina linha da sobrevivência

O que irá determinar se o jogador volta para casa ou não é a maneira como aborda as situações. Aqui não adianta entrar atirando sem pensar duas vezes, à civis entre os bandidos e você será penalizado sempre que houver a morte de algum civil. Em times com outros jogadores o jogo fica mais fácil pela comunicação direta entre as partes, mas Ready or Not traz um sistema de bots extremamente táticos que te obedecem.

Usando essa vantagem dos bots o jogador pode ir “calmamente” pelos níveis limpando uma sala por vez. Dando ordens diferentes para cada, fazendo um deles abrir ou arrombar uma porta, enquanto o outro bot, junto do jogador fiquem prontos para entrar e limpar a área e outros dois bots ficam de olho na retaguarda. Pense em algo como os antigos Rainbow Six antes de Siege.

Os cenários são todos muito bem criados e detalhados, passando uma imersão enorme ao jogador. O jogo te deixa em um estado de tensão enorme, afinal atrás de cada porta pode haver alguém com uma escopeta pronto para te enviar para o I.M.L. Sempre que tomamos um tiro a câmera começa a balançar e um filtro distorcido surge, o que deixa a imagem bem foto realista, algo que achei muito interessante.

Ready or Not
Não ande sozinho, pois será muito mais fácil morrer assim

Para se preparar o jogador pode personalizar totalmente seu agente. Indo desde a quantidade de proteção, incluindo facial protegendo de balas na cabeça, armamentos primários entre fuzis, sub metralhadoras, escopetas e não letais, armas secundarias ou ferramentas de invasão e câmeras, uma pistola de serviço, granadas e explosivos e a cor de sua roupa.

Mãos ao alto e nenhum movimento suspeito

Armado e com seu time o objetivo de cada mapa sempre muda, mas no geral é necessário prender ou abater os criminosos. Usando a tecla F o jogador pode dar ordens de rendição a civis e criminosos, uma vez presos, é necessário toda uma ação de avisos aos superiores, algo extremamente necessário para uma missão bem sucedida! Prender, abater os criminosos, assegurar civis e reféns, coletar evidências e armas e no caso de um oficial abatido, reportar a queda do mesmo e assegurar sua arma.

Com um gameplay extremamente tenso, missões que vão desde grupos cultistas até sequestros em prédios de luxo, Ready or Not traz uma visão bem real de como é tensa a vida de um agente da S.W.A.T. Caso esteja procurando um simulador realista para jogar com seus amigos, que vão deixar vocês com calafrios de abrir qualquer porta, se preparem então para vivenciar Ready or Not, estejam prontos ou não.

100 %


Prós:

🔺 Extremamente imersivo e atmosférico
🔺 Gameplay técnico e realista de uma operação
🔺 Gráficos excelentes
🔺 Desafiador ao extremo, mas divertido ainda assim
🔺 Grande quantidade de mapas e modos

Ficha Técnica:

Lançamento: 13/12/23
Desenvolvedora: VOID Interactive
Distribuidora: VOID Interactive
Plataformas: PC

Imagem de Children of the Sun

Review – Children of the Sun

Marco AntônioMarco Antônio09/04/2024
imagem de Ereban: Shadow Legacy

Review – Ereban: Shadow Legacy

Marco AntônioMarco Antônio09/04/2024