Skip to main content

City-building é um gênero muito popular até mesmo entre os que não gostam muito de jogos de estratégia. Franquias como Simcity e Cities Skylines já podem ser consideradas grandes clássicos, com inúmeros outros jogos que tentam seguir seus passos. Oxygen é, também, um jogo focado na construção de cidades, mas ambientado em um cenário pós apocalíptico, contando com um sistema de gerenciamento de recursos nos moldes de jogos como Rimworld e Dwarf Fortress, só que bem mais simplificado.

Baseado no gerenciamento de energia e oxigênio, Oxygen é uma alternativa para quem busca um jogo de gerenciamento mesclado com city-building, mas bem menos complexos que os similares do gênero. Entretanto, esse é um título que tenta entrar em um cenário onde os jogos semelhantes já estão consolidados no mercado, e sem um diferencial que o destaque torna-se apenas mais um.

Jogabilidade e similaridades

Oxygen é bem similar a Floodland, outro jogo que fiz review, na questão do gerenciamento. Você, no papel de gestor, deverá alocar seus habitantes para profissões diferentes. Cada prédio exigirá um número de pessoas para funcionar e, assim, gerar algum produto. Você também poderá alocar seus habitantes para explorar as ruínas da civilização antiga em busca da matéria prima.

Oxygen
O gerador de oxigênio é a parte mais importante da cidade

Não há muito mistério na jogabilidade. Como gerente, você oferece melhores condições para sua população e, com o tempo, libera melhorias de construção através das pesquisas. A progressão segue um bom ritmo e o maior desafio é gerenciar o gasto energético. Você poderá passar um bom tempo observando seus cidadãos realizando atividades cotidianas enquanto espera pela construção dos edifícios, mas isso implica que há muito tempo ocioso entre as ações.

Aliás, seria muito bom se você conseguisse ver em detalhes os cidadãos realizando seus trabalhos. Contudo, a limitação gráfica não permite que você enxergue muito. O gráfico é um dos pontos fracos do jogo, já que mesmo em qualidade ultra ele se parece mais com um jogo mobile. A boa notícia, entretanto, é que Oxygen é bem leve, e provavelmente irá rodar em qualquer torradeira – sem falar que o jogo ocupa pouco espaço.

Problemas e veredito

Com poucas novidades, fica difícil dar um parecer sobre Oxygen. Esse é um jogo que aposta em mecânicas simples e um visual simplista – muito provavelmente para rodar em computadores mais fracos. Não há nenhum problema em escolher essa abordagem, mas senti falta de algo que, realmente, diferencia o jogo de títulos já consolidados.

A atmosfera pós-apocalíptica é interessante, mas não é nada que já não tenha sido explorado anteriormente – inclusive dentro do gênero. Há, inclusive, a presença de alguns bugs, como o jogo crashando quando tento colocar o número máximo de trabalhadores em uma construção. Creio que não seja tanto um problema, visto que Oxygen tem atualizações até que frequentes, porém mostra que o jogo não está bem polido.

Oxygen
A interface é bem feia, mas funcional na maior parte

Outros problemas incluem a interface do jogo, que, apesar de funcional na maior parte do tempo, é bem feia e parece que foi feita de qualquer jeito. É de suma importância que jogos de gerenciamento tenham uma atenção especial à interface, e Oxygen, infelizmente, peca um pouco nesse quesito.

Considerando os problemas e os acertos, a baixa dificuldade e o preço amigável de Oxygen tornam o jogo uma opção viável para quem não é muito experiente no gênero de gerenciamento, mas que gosta da ideia e quer tentar algo novo. Todavia, fora esse cenário, eu dificilmente recomendaria o jogo a alguém com experiência em jogos similares. Sinceramente, olhar para o gráfico desse jogo dói – e olha que eu estou acostumado a jogar jogos com gráficos terríveis.

68%


Prós:

🔺 Dificuldade ideal para quem está começando no gênero
🔺 Devs sempre ouvindo o feedback da comunidade
🔺 Preço camarada
🔺 Performance boa…

Contras:

🔻 …Mas com gráficos feios
🔻 Interface sem sal
🔻 Repetitivo

Ficha Técnica:

Lançamento: 07/04/23
Desenvolvedora: Turquoise Revival Games
Distribuidora: GrabTheGames
Plataformas: PC

Review – Ruff Ghanor

Rafael NeryRafael Nery27/02/2024

Review – Penny’s Big Breakaway

Renato Moura Jr.Renato Moura Jr.27/02/2024