Skip to main content

A proposta dos Cozy Games sempre me agradam por trazerem uma pausa na correria da vida real e, seguindo essa proposta calma e tranquila, mas com muitas mecânicas para se destacar dentro desse gênero, a Raw Fury lança Moonstone Island para PC e Nintendo Switch.

Desenvolvido pela Studio Supersoft, temos um casamento perfeito entre Pokémon e Stardew Valley, com a busca pelo look and feel do Studio Ghibli, num jogo agradável e com muito conteúdo para vivenciar uma jornada que consegue mesclar diversas característica a fim de conquistar um público mais amplo.

O Serviço de Entregas da Alquimista

Em Moonstone Island temos uma história que começa simples e aos poucos vai recebendo camadas trazidas pela evolução do gameplay e jornada da protagonista. No papel de uma jovem alquimista, nós estamos prestes a embarcar numa jornada de um ano de exploração para desenvolver suas habilidades.

Moonstone Island
Nada como um bom Cozy Game para desestressar

Após um breve tutorial apresentando duas mecânicas básicas do jogo, sobre como cultivar e o combate com monstrinhos, aqui chamados de espíritos, partimos com nossa vassoura voadora da ilha do céu em que vivemos. No entanto, não esperávamos enfrentar uma tempestade que fosse quebrar nosso meio de transporte e jogar nossa protagonista numa ilha desconhecida.

Seguindo a mesma pegada do recente Kingdom Eighties, a proposta em Moonstone é bem cadenciada e exige a execução de atividades com certa ordenação, mesmo dentro de um jogo sandbox e gerado proceduralmente, pois precisaremos cumprir missões, ao mesmo tempo em que buscamos os ganhos provenientes dessas atividades para progredirmos.

A base do jogo será focada em se relacionar com os habitantes, aceitar tarefas, explorar, cultivar, criar e combater, para no fim coletar o necessário para avançarmos no jogo e na história. A narrativa é simples e muito focada na mitologia ao redor da magia e alguimia, porém agradável o suficiente pelas camadas trazidas por cada habitante das ilhas e os mistérios em torno de suas vidas ou funções.

Moonstone Island
Moonstone Island é a prova de que jogos de fazendinha são divertidos

O jogo também executa muito bem as mecânicas de cultivo e crafting, dentro de um “life sim” muito interessante por você poder executá-lo em qualquer terreno que reclamar como seu, o que justifica o envolvimento da Re-Logic, estúdio responsável por Terraria. Minha única crítica fica pelo longo tempo em que o seu próprio cultivo leva para poder ser coletado, além da limitação das pedras Selenitas, pois todo crafting importante para a história exige esse item raro, encontrado apenas uma vez por ilha flutuante.

Adicionando mecânicas de relacionamento, oferecendo também a experiência de um “dating sim”, os desenvolvedores mandaram muito bem ao trabalharem diversas maneiras de interação para você aumentar a amizade até o relacionamento sério com qualquer habitante, seja através de conversa, tarefas ou missões. Um elogio à parte aos responsáveis pela localização brilhante do jogo para o PT-BR, por executar muito bem a linguagem neutra, reiterando a pluralidade nos laços e relações construídas dentro do jogo.

Eu escolho você, espírito livre!

Assim como em Pokémon, você tem a difícil missão da escolha inicial para o seu companheiro. Em Moonstone, além de contar com mais de a jovem alquimista poderá optar por Ankylo, um pequeno dinossauro do tipo terra, Sheemp, uma ovelha alternativa do tipo fogo, e Capacibee, uma abelha do tipo elétrico. No entanto eles não ficam em uma pokébola, mas você poderá carregar simultaneamente até três deles dentro do seu medalhão de família, que pode ser acessado para cuidar e realizar os upgrades em seus espíritos.

Moonstone Island
Quando Pokémon encontra Hearthstone

Através da mecânica de deck building, você contará com três cartinhas para executar os golpes dos seus espíritos em batalhas contra outros espíritos livres, inclusive com a opção de adotá-los ao utilizar comidinhas. Para além dos três principais, utilizados em combate e que acompanham a protagonista, eles serão mantidos em sua base para uso futuro.

Com 60 espíritos diferentes, que não seguem o mesmo racional de Pokémon, cada um possui uma fraqueza e vantagem por conta do tipo, além de iniciarem a batalha com uma quantidade de escudo/defesa que precisará ser reduzido a zero ou ter um ataque maior, para realmente causar dano ao adversário. A cada quebra de defesa, o espírito fica incapacitado por um turno, como se estivesse “atordoado”.

O interessante por trás da construção de baralhos é que também temos o upgrade dos seus espíritos, no melhor formato RPG para aumento de ataque, defesa, vitalidade ou velocidade, além de ganhar novas cartas. Além de contar com seu próprio cultivo de plantas e itens para usar nos bichinhos.

Moonstone Island
Quem é esse Pokém… Quer dizer, Espírito?

A exploração também fará você descobrir portais mágicos espalhados pelas ilhas e que fornecerão amuletos para você melhorar o nível das cartas, ganhar outras novas ou remover as mais fracas do seu baralho. Com tudo isso, Moonstone Islando entrega mecânicas de deck building muito competentes e uma experiência completa.

Vasto mundo flutuante e procedural

Começando com um simples balão vermelho, evoluindo para sua “antiga” vassoura mágica e chegando aos tecnológicos planadores, esses dois últimos praticamente retirados, respectivamente, de O Serviço de Entregas da Kiki e Nausicaä do Vale do Vento, podemos sair da primeira ilha que conhecemos e viajarmos por até 100 outras, todas elas geradas proceduralmente e com biomas únicos.

Todas as “porções de terra” oferecem não apenas portais mágicos e Selenitas, mas também dungeons e cavernas para você explorar, seja atrás de baús, recursos, sementes ou até mesmo para cumprir novas missões. Tudo muito amarradinho e sempre com elementos narrativos que justificam e motivam a exploração nesta jornada de um ano através de ilhas flutuantes.

Moonstone Island
Maravilhoso trabalho de localização para o PT-BR com linguagem neutra

Competente na execução e conteúdo, sem apresentar erros de performance ou gameplay, Moonstone Island é simples e possui controles fáceis. Tudo é muito prático e rápido, sem exigir muitas etapas ou comandos complexos, fazendo par ao maravilhoso trabalho visual que o jogo possui.

Com um “quê” vintage, o jogo possui uma pixel art muito bem trabalhada e detalhista, transparecendo o carisma que um Cozy Game exige. O mesmo posso dizer da trilha sonora, que acompanha o sentimento que temos nas interações, exploração, momentos de batalha ou descobertas pelas ilhas.

Moonstone Island entrega uma experiência muito gratificante, completa e divertida, repleta de conteúdo e um prato cheio para quem gosta de gestão, crafting e deck building. Seja pelo visual ou jogabilidade, com certeza você vai perder horas voando entre as ilhas com aquele sentimento de “vou jogar só mais um pouquinho”, mesmo depois de cinco horas seguidas.

Imagem de The Thaumaturge

Review – The Thaumaturge

Marco AntônioMarco Antônio04/03/2024

Review – Top Racer Collection

Rafael NeryRafael Nery04/03/2024