Skip to main content

Quando falamos de shooter multiplayer, muitos devem pensar nos estilos tradicionais de franquias como Call of Duty e Battlefield, ou ainda como o popular gênero battle royale com PUBG e Fortnite, onde diversas pessoas se enfrentam. Friends vs Friends traz uma proposta diferente, colocando até quatro jogadores para se enfrentarem em partidas que podem acabar muito rápido

O termo “party” ou “amigo” nunca foi tão essencial em jogo de tiro, pois Friends vs Friends proporciona uma maneira simples de diversão. Para experimentar e testar o trabalho da Brainwash Gang, juntamos Rafael Nery e Raphael Giannotti para escrever o review desse jogo, que tem uma proposta caótica, porém divertida, ao unir tiro e deck building, fazendo até quem não tem muitas habilidades no gênero FPS, se viciar nessa tipo de experiência, que é bem diferente de outros shooters online como os citados acima.

Seja pelos modos 1v1 ou 2v2, independente do resultado, o sentimento certo ao final de cada partida é o mesmo: quero tentar de novo, usando outras cartas na minha estratégia ou ainda outro personagem. Quanto mais jogamos, maior a vontade de continuar tentando, evoluindo, conquistando cards, desbloqueando conteúdo e aprendendo como melhorar.

Friends vs Friends review
Ainda precisa de mais pessoas engajadas

Retrô é o estilo!

Quase como se o estilo de cartoon da MTV e Adult Swim fossem transportados para os games, os traços pesados fazem do estilo cel shading uma grande colagem de recortes, trabalhando com muita cor e elementos que dificultam o frenesi da jogabilidade e velocidade dos acontecimentos em tela.

No hub do jogo (onde você consegue andar pelo cenário, que é uma lanchonete tradicional americana e seu estacionamento, e também é onde podemos escolher os personagens), você consegue perceber bem o estilo artístico de Friends vs Friends, já que durante a partida, a velocidade e o tanto de informação na tela não geram um resultado final muito agradável.

Sempre com muitos elementos para desviar ou usar como parte da estratégia, os personagens antropomorfizados e os cenários, dos claustrofóbicos aos mais punitivos, complementam a bizarrice que esse jogo oferece, tudo com muito estilo e originalidade. Os personagens são todos estilosos, com seus jeitos e vestimentas únicos.

Friends vs Friends review
Olha o estilão dessas figuras

Piscou, acabou

Todo o gameplay de Friends vs Friends é muito competente e proporciona boas partidas, com jogabilidade fácil a movimentação, pulo e uso do deck é tudo rápido e com comandos simples. Gostei do detalhe em se mover agachado para evitar barulho dos passos e dificultar a sua localização no cenário.

O divertido desse jogo e que oferece um alto fator replay está concentrado no deck building. Com grandes influências de Fall Guys, você jogará em busca de níveis para desbloquear personagens, visuais e boosters com novas cartas.

Neste ponto acredito que os desenvolvedores poderiam incrementar a maneira como navegamos pelas cartas no deck durante as partidas ou até mesmo o menu de construção do baralho, que é confuso e bem poluído com muitas cores e informações para.

Friends vs Friends review
O tempo que você passa escolhendo as cartas pode ser fatal

Ainda sobre os cards, também senti falta de mecânicas que evitem o uso compulsivo ou acidental das cartas, podendo ajudar em partidas mais cadenciadas e que talvez acalmem o frenesi das partidas. É possível usar as cartas que têm sem pudor, ativando uma atrás da outra. Ou seja, não existe um tempo entre um e outro, e também algum tipo de punição, por exemplo.

Friends vs Friends surfa na onda dos jogos de arena e que buscam inovar a experiência e gameplay, porém por mais que ofereça uma jogabilidade com atrativos para diversos públicos, a velocidade em que ele exige e a habilidade para lidar contra apenas um inimigo pode ser um impeditivo para quem, assim como eu, não tem tanta familiaridade com esse tipo de jogo. Por mais que a diversão e vontade de jogar existam, a frustração pode ser ainda maior.

Um grande ponto positivo a favor do jogo é seu preço. Agora no lançamento, o game está custando R$ 19,79 no Steam, promoção que vai até o dia 6 de junho.

Review – Ruff Ghanor

Rafael NeryRafael Nery27/02/2024

Review – Penny’s Big Breakaway

Renato Moura Jr.Renato Moura Jr.27/02/2024