Skip to main content

Urban Flow te coloca em cidades com trânsitos intermináveis mas, em vez de ser um dos motoristas, você terá a oportunidade de conhecer o outro lado da história, agindo como o próprio controlador de semáforos. Depois desta experiência, talvez você entenda que aqueles semáforos malucos que encontramos por aí não são só resultados dos hackeamentos de Aiden Pearce e Marcus Holloway, também pode ser alguém que, enquanto jogava este título, perdeu totalmente o controle da situação.

Esse carismático e divertido jogo em visual low poly só está disponível, ao menos por enquanto, para o Nintendo Switch, que faz bom uso de todos os seus componentes para manter esse movimento fluindo. É possível utilizar os Joy-cons (juntos ou separados), Pro Controllers ou até a tela sensível ao toque enquanto define estratégias para solucionar os puzzles desta circulação. Parece moleza, mas acredite, as fases exigem máxima atenção, pois os motoristas e as situações são imprevisíveis.

O trânsito depende de você

Em Urban Flow, sua missão é simples: basta abrir e fechar os semáforos, mantendo as ruas livres para a circulação dos veículos de forma controlada e, claro, segura. Porém, não demore, pois os sinais possuem um timer e vão abrir sozinhos caso você os esqueça. Cada farol corresponde a um botão do controle e, no multiplayer, essas ações se adaptam à forma como os controles estão conectados, enquanto que, no touch screen, basta tocar na região próximo ao semáforo desejado. São comandos fáceis de aprender mas, durante o fluxo de carros, são também fáceis de confundir.

Imagem do jogo Urban Flow
Cada um cuida do seu semáforo.

O jogo desenvolvido pela Baltoro Games mistura quebra cabeças e simulação de trânsito em uma jogatina que pode ser realizada sozinha ou em um multiplayer local, para até quatro jogadores. Os comandos são tão acessíveis que é possível, por exemplo, dispensar os Joy-cons e utilizar apenas os toques na tela do Switch para comandar os sinais e executar todas as outras ações. É claro que neste formato a visualização pode dificultar o planejamento, mas, ao mesmo tempo, a confusão só trará mais diversão.

Há três modos de jogo em Urban Flow: em Missão, você enfrentará 100 fases cheias de trânsitos e puzzles; no modo Infinito, o desafio é verificar o quanto você resiste antes que o fluxo vire um caos. Por fim, há o modo Relaxar, que pode ser ativado em níveis que já foram concluídos. Neste último, a experiência tende a ser mais fácil e descontraída pois não há tempo, pontuações por estrelas e nem carros especiais (os apressadinhos que explicarei logo abaixo), porém ainda mantém os danos nos veículos, exigindo o mínimo de estratégia e atenção aos desafios propostos.

Imagem do jogo Urban Flow
Se liga, não estamos em Burnout! Engavetamentos não somam pontos.

Todos os modos aceitam o multiplayer local e, que a verdade seja dita, é mais fácil lidar com esse trânsito quando se tem amigos na jogatina, porque, além de garantir um ótimo party game que torna esse tráfego um verdadeiro parque de diversões, com eles é possível dividir as tarefas e ter controle da situação de forma mais tranquila. Agora, se você for enfrentar esses percursos sozinho, a experiência pode ser um pouco mais desafiadora, mas não menos prazerosa.

Observando o fluxo agradável de Urban Flow

As ruas de Urban Flow foram muito bem planejadas. Geralmente elas são compostas por cruzamentos, rotatórias, saídas, bifurcações, passagens para linhas de trens, pontes automáticas e muitos outros ingredientes que são perfeitos para causar um trágico acidente se não houver o pleno funcionamento dos semáforos. Inicialmente, elas estão livres mas logo os carros vão chegando e você deve coordenar essas passagens ficando atento às condições de cada veículo, como a velocidade e até as luzes de seta que, ser forem bem observadas podem ajudá-lo neste gerenciamento. Atingir esse controle rende momentos muitos satisfatórios vendo o fluxo fluir tranquilamente com aquela música agradável ao fundo.

Imagem do jogo Urban Flow
Acelera ai gente! Isso é uma emergência!

Se todos os carros propostos em uma fase passarem pelo trânsito, você alcança a pontuação máxima de três estrelas. Entretanto, alguns veículos podem atrapalhar seus planos, como as ambulâncias que possuem uma barra de tempo limitada e terão pressa em atravessar a rua mesmo que o sinal esteja vermelho. Os tanques de guerra ignoram completamente essas regras e também podem surgir algumas latas velhas que param no meio da pista ou caminhões de lixo que deixam resquícios caírem. Todos eles podem danificar os demais veículos, proporcionando situações imprevisíveis que exigem sua atenção por todos os cantos do cenário.

As estrelas adquiridas serão úteis para ganhar as recompensas ao longo do jogo como estatuetas de carros, prédios e itens da cidade. Tem até músicas para você ouvir. São apenas itens para visualizar na galeria mas, de qualquer forma, é legal vê-los por outros ângulos. Esses itens recheiam Urban Flow e podem instigar o replay das fases para que os jogadores melhorem suas pontuações a fim de desbloquear tudo o que o jogo oferece.

Imagem do jogo Urban Flow
Você controlará os sinais dos trens em algumas situações.

Repleto de conteúdos

Essas avenidas estão cheias de detalhes que vão além das velocidades diferentes entre os carros. Os semáforos, por exemplo, às vezes podem ser duplos e realmente difíceis de controlar. Já as mudanças de clima podem trazer névoas ou chuvas enquanto que as falhas propositais em sua câmera vão dificultar a visualização do trânsito e, por consequência, tornar a fase ainda mais complicada. Se achar que está muito difícil, você pode utilizar a câmera lenta por alguns segundos. Desta forma, dá para pensar um pouco mais sobre suas próximas ações. Vale mencionar que uma batida será o suficiente para que você perca o nível, embora haja um coração que, quando preenchido, dará novas chances de concluir o desafio.

Além dos itens desbloqueáveis, há 55 objetivos que você pode liberar durante a progressão. Eles também fazem você repetir algumas fases e, embora não tenham peso no Switch como as conquistas do Xbox Live ou troféus da Playstation, eles garantem desafios diferentes e certamente vão agradar aqueles que adoram completar 100% do conteúdo.

Imagem do jogo Urban Flow
A disposição dos comandos de Urban Flow, as vezes, pode te confundir.

Urban Flow possui opções de acessibilidade que incluem outras formas de visualizar os semáforos para ajudar na interpretação visual. Ainda assim pode ser um tanto difícil lidar com vários deles ao mesmo tempo, principalmente quando dividem espaço com os trilhos de trem ou trechos em construção. Felizmente, o belo visual e os textos repletos de piadinhas deixam esse trânsito menos estressante, mantendo o clima divertido e amigável. As músicas também são gostosas e ajudam neste sentido, mas sinto que faltaram efeitos sonoros como as buzinas ou freios dos veículos, que ajudariam a caracterizar um pouco mais esse ambiente.

Um jogo que te coloca no meio de um trânsito para controlar semáforos não parece tão interessante inicialmente. Porém,  Urban Flow mostra que este é, na verdade, um lugar propício para muita diversão e bons quebra-cabeças. O título consegue até mesmo se tornar um ótimo party game, repleto de fases e conteúdos que animam as jogatinas cooperativas, mas também agrada quem for jogar sozinho. Essas características combinam e funcionam tão bem no Nintendo Switch que não me deixa dúvidas em recomendá-lo fortemente.

Imagem do texto de RKGK

Review – RKGK / Rakugaki

Marco AntônioMarco Antônio10/06/2024

Review – Blockbuster Inc.

Paulo AlmeidaPaulo Almeida04/06/2024