Skip to main content

A QUByte Interactive conseguiu reunir muita nostalgia num único lançamento, com Top Racer Collection. Uma coletânea que resgata para a nova geração os jogos Top Racer, Top Racer 2 e Top Racer 3000, além de adicionar um novo conteúdo chamado de Top Racer Crossroads.

Com a reunião dos jogos mais amados pela geração que cresceu com os principais títulos 16-bit de corrida da década de 90, agora temos a oportunidade de vivenciar todo aquele sentimento depois de mais de 30 anos do lançamento de Top Gear, além de experimentarmos novas formas de jogo. A dúvida que fica é: será que os jogadores que não experimentaram a série Top Racer vão dar a merecida atenção?

Turbo na nostalgia

Lançado no Japão como Top Racer e conhecido no Ocidente como Top Gear, o primeiro jogo foi desenvolvido pela Gremlin Graphics e lançado pela Kemco para Super Nintendo em 1992, com Top Gear 2 chegando em 1993 e Top Gear 3000, o último da série fechando os lançamentos da franquia em 1995. No Brasil o jogo teve uma repercussão maior em comparação a outros países e muito se deve pela vida útil que o SNES teve por aqui, sem contar que a trilha sonora acabou integrando os principais temas clássicos da geração 16-bit.

Top Racer Collection

Top Racer Collection é um maravilhoso resgate de clássicos com foco no valor histórico que os jogos possuem para os brasileiros, tendo um estúdio nacional desenvolvendo a coletânea. Os esforços dos desenvolvedores em simular a década de 90 dentro deste lançamento não foi pouco, pois os filtros de tela para emular o mesmo gráfico retrô contribuem para o charme que os jogos possuem.

Com muito conteúdo e modos de jogo para agradar todos os perfis, dos mais exigentes aos casuais, você tem o modo Campanha, para um ou mais jogadores que desejam enfrentar os campeonatos pelas mais de 140 pistas em diversos países, além do multiplayer local ou online. Detalhe que apenas Top Racer 3000 possui a opção de tela dividida para até quatro jogadores locais, porém os demais não possuem esse modo disponível.

Top Racer Collection

Você também poderá montar sua própria competição, com o modo Copa Personalizada, escolhendo os circuitos preferidos para correr sozinho ou competindo contra os amigos. Para os jogadores mais avançados ou que buscam por grandes desafios, além das dificuldades para você escolher antes de cada corrida ou campeonato, os desenvolvedores adicionaram o modo Contra o Relógio, no estilo Time Attack, para você fazer seu melhor tempo e competir num ranking mundial.

um maravilhoso resgate de clássicos com foco no valor histórico que os jogos possuem para os brasileiros

Mesmo com o multiplayer disponível para quem recebeu o jogo antecipadamente para review, infelizmente toda interação online, em corridas competitivas ou através de ranking, estavam vazias e sem partidas para testarmos. Após o lançamento oficial no dia 07/03, eu atualizarei minha análise com informações sobre a jogatina online.

Pixels em alta velocidade

Acredito que um dos desafios para todos os amantes da franquia era um formato de jogo atualizado para as novas gerações de console, televisores e monitores. Pensando nisso, a QUByte conseguiu trabalhar na opção de ajuste de tela para que Top Racer Collection oferecesse a opção de visualização em quadro ou ajustado, mantendo o formato 4:3 (quadrado) no centro da tela, além da tela cheia, com o preenchimento forçado para o 16:9 (wide).

Top Racer Collection

Com um excelente trabalho de remasterização, trazendo as cores vivas que os jogos possuem e com as várias opções de filtro para suavizar ou resgatar a sensação de jogar numa TV de tubo, Top Racer Collection faz um excelente trabalho com o visual. O que eu não imaginava era que jogar qualquer um dos três títulos numa tela de 50 polegadas, principalmente o primeiro, Top Racer, pudesse me deixar exausto após algumas horas pelo frenesi de elementos passando em alta velocidade em frente aos meus olhos.

Ainda falando em visual, os desenvolvedores incluíram extras para os fãs mais hardcore conferirem artes das caixas, manuais e elementos que vinham nos jogos originais. Sem contar que ao optar pelo formato de imagem original ou ajustado, com opções de artes temáticas que podem ser usada como fundo para colorir ainda mais a jogatina.

Top Racer Collection

Como conteúdo, Top Racer Collection entrega o pacote completo para experiência, com os três jogos clássicos, inclusive com a opção de “trapaças” que utilizávamos antigamente através dos passwords, e diversos modos, além de trazer também o Top Racer Crossroads, em que temos uma parceria com a Aquiris para jogarmos com os carros de Horizon Chase nos circuitos clássicos, incluindo o Carro da Firma, inspirado num Fiat Uno e uma das opções mais velozes do jogo.

Como músicas para os nossos ouvidos

Top Racer Collection consegue nos fazer ouvir a trilha sonora clássica de Top Gear desde o momento em que selecionamos o jogo para iniciar. A composição de Barry Leitch consegue invadir nossa cabeça, para fazer com que a nostalgia inunde, com um sentimento muito agradável, quando as músicas surgem para nós, dos menus às corridas. O trabalho da QUByte em remasterizar a trilha sonora ficou impecável e permite que a jogatina acompanhe a qualidade das TVs atuais, no volume máximo e sem estourar.

Top Racer Collection

Melhor ainda a opção em permitir escutarmos as principais trilhas disponíveis em Top Racer Collection no menu de extras, para você curtir um bom som e ser levado pela nostalgia. É impossível não se empolgar ainda mais quando o tema de Los Angeles sobe ou a musiquinha feliz chega ao sermos classificados ou campeões. Se o retorno de Leitch para Horizon Chase foi incrível, ter seu trabalho original compilado nesta coletânea faz com que este lançamento seja obrigatório para os fãs.

Para os jogadores mais novos ou que não viveram a geração 16-bit, com certeza a quantidade de conteúdo, afinal são 140 pistas para serem jogadas em diversos modos, a possibilidade de aumentar o desafio da maneira como você quiser, e o modo multiplayer online, que torço desde já para que funcione perfeitamente, são atrativos suficientes para justificarem a aquisição de uma coletânea com quatro jogos por menos de R$ 50, em pré-venda na Nintendo eShop.

Top Racer Collection

Top Racer Collection é obrigatório pelo seu valor histórico, pela diversão garantida e por combinar muito bem no formato portátil do Switch, além do sentimento nostálgico agradável que ele proporciona.

92 %


Prós:

🔺 Excelente resgate histórico
🔺 Ótimo título retrô, com muito conteúdo
🔺 Diversos modos de jogo, incluindo multiplayer local e online
🔺 Remasterização impecável do visual e trilha sonora

Contras:

🔻 Os vários menus podem ser confusos num primeiro momento
🔻 Multiplayer online sem partidas disponíveis na versão pré-lançamento

Ficha Técnica:

Lançamento: 07/03/24
Desenvolvedora: QUByte Interactive
Distribuidora: QUByte Interactive
Plataformas: PC, PS4, PS5, Switch, Xbox One, Xbox Series
Testado no: Switch

Imagem de Children of the Sun

Review – Children of the Sun

Marco AntônioMarco Antônio09/04/2024
imagem de Ereban: Shadow Legacy

Review – Ereban: Shadow Legacy

Marco AntônioMarco Antônio09/04/2024