Skip to main content

Quando mais novo, nada me animava mais do que a sexta-feira, dia que eu sempre podia alugar um filme ou jogo nas locadoras da cidade. Eis que pude reviver essa sensação de alugar as fitas das Tartarugas Ninja ao jogar Teenage Mutants Ninja Turtles: Shredder’s Revenge, uma incrível homenagem a um desenho tão marcante na vida de várias pessoas.

Desenvolvido pela Tribute Games e distribuído pela Dotemu, Teenage Mutants Ninja Turtles: Shredder’s Revenge traz de volta a sensação de jogar Turtles in Time e o fliperama de 89. Nesta aventura, as tartarugas atravessam Manhattan para impedir Kang e o Destruidor de completarem seu plano com a Estátua da Liberdade.

Totalmente radical e tubular

Destruidor retorna junto de seus capangas Rocksteady e Beebop, trazendo caos e destruição à cidade. Após invadir o Canal 6, o grupo começa a televisionar o início de seu plano e resta aos irmãos cascudos, Mestre Splinter e April O’Neil impedir os vilões.

Teenage Mutants Ninja Turtles: Shredder's Revenge
Sai daí, porcão!

Atacando primeiramente a Estátua da Liberdade, eles também acabam correndo para recriar o Kangdroid, um poderoso androide construído pelo Destruidor para ajudar Kang a se movimentar e lutar. Mas as tartarugas ninja irão fazer tudo a seu alcance para impedir que eles tenham sucesso.

Atravessando Nova York, a dimensão X e Coney Island, os irmãos e seus amigos irão enfrentar uma grande parte da sua galeria de vilões. Alguns bem conhecidos e outros mais deixados de lado. Porém, é nos menores frascos que se guarda os mais fortes venenos, então é bom estarem preparados.

Seja trabalhando em equipe ou solo, Teenage Mutants Ninja Turtles: Shredder’s Revenge revive aquele gostinho de ver um um bom desenho animado na tv pela manhã. Fizeram até uma nova abertura com o mesmo estilo visual do cartoon clássico, cujo a animação é igualmente fantástica e nostálgica. E os dubladores originais das tartarugas estão de volta!

Teenage Mutants Ninja Turtles: Shredder's Revenge
Nada melhor do que jogar com os amigos

Arcade ou História?

Este game chama a atenção pela semelhança com Teenage Mutant Ninja Turtles: Turtles in Time (SNES, 1991), tanto mecanicamente quanto visualmente. Essa foi uma das fitas que mais joguei durante a infância e mesmo sendo bem difícil no começo, logo se pegava o jeito. E muitos dos chefes deste jogo retornam em Shredder’s Revenge.

No menu inicial, você tem duas opções de modo de jogo pra escolher: Arcade e História. No modo Arcade, você tem a experiência clássica com uma sequência continua de níveis até o final, sem poder trocar de personagem e apenas três vidas.

Já no modo História as coisas mudam bastante. Após cada nível, o jogador é levado a um mapa (hub world) onde pode navegar pelo próximo nível ou jogar níveis já concluídos, além de poder libertar personagens escondidos pelas fases com a finalidade de conseguir missões secundárias de coleta de itens que garantirão pontos extras.

Teenage Mutants Ninja Turtles: Shredder's Revenge
Nada pior do que perder um combo grande

O modo a se jogar, na realidade, pouco importa e as mudanças são básicas. O que realmente importa é a diversão e, acreditem, este jogo está cheio dela. Ainda mais com a possibilidade de jogar com até 6 jogadores simultâneos. Isso transforma qualquer modo de jogo em uma grande festa, seja com amigos em modo local ou online.

A fúria do “chicletão”

Como dito antes, o objetivo do jogador é uma vez mais frustrar os planos de Kang e Destruidor. Mas o jogo irá fazer com que o jogador passe por desafios que irão testá-lo, não tão brutalmente quanto Battletoads, mas ainda assim será desafiador o suficiente para te fazer perder algumas vidas ou créditos no Arcade.

Como em todo bom beat’em up, os inimigos – sejam eles ninjas do Clã do Pé, Mousers ou Rodneys – irão encher a tela e atacar o jogador de todos os lados, impedindo combos e acabando com sua barra de vida. Porém, o gameplay de Teenage Mutants Ninja Turtles: Shredder’s Revenge traz algumas novidades para o gênero, como levantar um amigo caído antes do tempo acabar (10 segundos) e ele perder a vida e também compartilhar a barra de vida no “high five”, pra equilibrar as coisas. Tem até novas pizzas, que ajudam de formas inéditas.

Teenage Mutants Ninja Turtles: Shredder's Revenge
Grandes amigos estão de volta

Assim como em Streets of Rage 4, aqui temos um sistema de combate refinado, conciso e super divertido. Combos que podem ser estendidos a fio com lançamentos aéreos, “cancel” da esquiva com uma voadora rápida e os poderosos especiais. E tem também o modo radical, que consome três barras de energia ninja e o jogador fica mais ágil e forte.

As barras de energia ninja permitem que o jogador use um poderoso especial que sempre irá acertar uma grande área. No modo História começamos com apenas uma barra, mas quando chegamos ao nível final (10), temos três barras e duas novas variações de especiais: uma durante o salto e outra durante a esquiva, deixando tudo ainda melhor.

Cadê a minha pizza? Michelangelo!

Para os fãs do cartoon, posso afirmar que Teenage Mutants Ninja Turtles: Shredder’s Revenge fez o dever de casa. O jogo está recheado de referências e personagens da série animada, sejam eles vilões ou aliados. Alguns irão precisar completar o grupo para poder fazer as missões secundárias, outros pedirão por colecionáveis sozinhos mesmo.

Teenage Mutants Ninja Turtles: Shredder's Revenge
Quer desafio pra valer? Jogue na dificuldade mais alta

E o melhor de tudo é que todos continuam com os mesmos visuais da série. Um grande acerto do jogo, que é lindo de se ver, com cenários incríveis, design de personagens no capricho e uma trilha sonora prazerosa de ouvir, principalmente em fases com a prancha e a luta final, que é extremamente épica!

Teenage Mutants Ninja Turtles: Shredder’s Revenge é tudo o que os fãs das tartarugas sonhava em um único jogo. Divertido, engajador, bonito, muito bem traduzido e com um altíssimo valor de replay, além de permitir que um grande grupo de amigos possa curtir essa aventura juntos. Estou jogando sem parar, já terminei com todos os personagens e ainda pretendo curtir por mais um bom tempo.

Imagem de The Thaumaturge

Review – The Thaumaturge

Marco AntônioMarco Antônio04/03/2024

Review – Top Racer Collection

Rafael NeryRafael Nery04/03/2024