Skip to main content

Eis que em menos de 6 meses após o lançamento de The Sims 3, chega às prateleiras a primeira de uma vindoura série de expansões: Volta ao Mundo. Para quem esperava ansiosamente por uma expansão super original, a novidade já chega com gosto de requentada. O tema viagem já foi abordado nas duas versões anteriores do game e nunca foi uma das expansões mais interessantes. Ok, com duas versões já lançadas e um total de quinze expansões fica difícil pensar em algo inteiramente original dentro do politicamente correto. E como nunca teremos um “The Sims 3: Serial Killers” ou “The Sims 3: Pornstars”, analisemos o que temos em mãos.

Apesar de tudo a escolha de expandir o mundo dos Sims foi acertada, mesmo com a experiência da “cidade viva” do jogo original. Após certo tempo, Sunset Valley começa a ficar pequena e a possibilidade de sair da cidade e ir para outro país confere frescor e dá uma renovada no interesse pelo game. Os países escolhidos foram China, Egito e França, ou Shang Simla, Al Simhara e Champ Les Sims, em “simlish” (a língua dos Sims). Entre muitas novas adições, além de viajar para o lugar desejado, podemos interagir com os locais, explorar tumbas e mausoléus, adquirir novas habilidades e muitos novos objetos, incluindo nisso ganhar uma grana achando relíquias raras.

Talvez a característica mais significativa nessa nova expansão sejam as aventuras que você pode cumprir ao chegar aos novos destinos, o que faz desse novo Sims quase (guardadas as devidas proporções) um RPG. Funciona assim: ao chegar ao local, você fica numa espécie de albergue onde é possível procurar por aventuras disponíveis (como se fossem quests). Ao completá-las, você ganha dinheiro local e pontos de visto (como se fosse experiência). Quanto maior o seu nível de visto, mais tempo pode-se ficar em cada país. Chegando ao máximo é possível até mesmo comprar uma casa de férias no local, embora não seja permitido morar definitivamente no outro país.

The Sims 3: Volta ao Mundo

Essas aventuras consistem basicamente em explorar tumbas para achar relíquias, falar com pessoas para obter informação e até mesmo entrar num circuito de artes marciais e vencer alguns oponentes. Tudo muito divertido, mas de um modo geral bem fácil. Afinal estamos falando de um jogo casual, o que não diminui a diversão de se sentir um Indiana Jones ou Lara Croft. Na maior parte das vezes os desafios são encontrar paredes falsas, descobrir interruptores secretos que abrem portas, pisos falsos e estátuas arrastáveis que te levam a achar o item procurado e, é claro, a saída da tumba. Há também armadilhas para atrapalhar: buracos nas paredes ou chão podem cuspir fogo ou eletrocutar seu Sim, atordoando-o e o impedindo de continuar a jornada. Até mesmo uma múmia pode aparecer para te amaldiçoar no meio do caminho, numa das novas participações especiais mais legais do game.

O primeiro destino que escolhi foi a França, e foi de cara uma grande decepção. Ao contrário das peças publicitárias que foram divulgadas, a França em questão é situada numa zona rural, com uma topografia não muito diferente da terra natal dos Sims. A Torre Eiffel só é avistada de muito longe e não é possível ir até ela. O Arco do Triunfo então, nem dá as caras. Não joguei o bastante nesse local para saber se existe algum modo para chegar até a parte urbana de Champ Les Sims, alguma “quest” especial, uma vez que o novo cheat disponível nessa expansão (buydebug) permite que no modo de compras seja possível adquirir todos os itens novos, e lá estão em tamanho gigante a Torre Eiffel e o Arco do Triunfo. Difícil acreditar que não fizeram uma cidade com eles, porém eu realmente não achei o caminho da parte chic da França.

Nesse destino a principal habilidade que se pode adquirir é a fabricação de néctar, que nada mais é que um eufemismo para vinho. É possível adquirir uma máquina e uvas, das mais baratas as mais caras, bem como prateleiras para armazenar e formar a sua própria adega. Isso remete também a um novo item do modo construção: os porões. Agora é possível construir, sem gambiarras, porões na sua casa. Uma das principais funções dos porões é servir de área de armazenamento para as suas garrafas de néctar. Eu explico: o néctar envelhecido em porões adquire preço maior na hora da venda. Se você tiver um bom nível de jardinagem pode até mesmo plantar as uvas importadas de maior qualidade e virar um grande enólogo. Fora isso, Champ Les Sims oferece as já citadas buscas em tumbas, com o diferencial de que algumas são feitas em mansões cheias de armadilhas.

The Sims 3: Volta ao Mundo

No Egito é que você realmente sente melhor a grandeza da nova expansão, com um cenário muito bem feito e bonito composto por desertos extensos, pirâmide e esfinge, com direito a imagem distorcida devido ao calor que emana das areias. E é aqui que se torna especialmente divertido explorar as tumbas: o interior das pirâmides e da esfinge é magnífico, com seus inúmeros detalhes e símbolos egípcios. Em Al Simhara nós conhecemos também o monstro da vez: se nas versões anteriores nós tivemos alienígenas, vampiros, lobisomens, pés-grandes e homens-plantas, agora temos a múmia.

A múmia é muito bem caracterizada e é muito má. Não é muito difícil escapar dela devido a sua lentidão, mas é bom não chegar muito perto pois ela ataca. Se seu Sim tiver conhecimento de kung fu e um bom nível de habilidade física, é possível vencer a luta e matar a múmia que literalmente vira pó. Caso perca, ela te amaldiçoará e, se não achar a cura em dois dias, seu Sim morrerá. É possível se tornar uma múmia pela maldição ou dormindo dentro de um sarcófago amaldiçoado (quem diabos dormiria dentro de um sarcófago em uma tumba?). Para ambos os casos a cura acontece se você dormir dentro de um sarcófago abençoado, o duro é achar um. De qualquer forma, para ludibriar a múmia, pode-se adquirir “lanches de múmia” dos comerciantes locais e jogá-las no chão para despistá-la. Não saia de casa sem elas!

Por fim temos a China, que é disparado o lugar mais bonito. A visão aérea de quando você chega, mostrando a grande muralha, as belas casas com seus telhados de pagode e as montanhas são impressionantes. Em Shang Simla é que está disponível a nova habilidade mais legal: as artes marciais. É possível ir a um dôjo e treinar com um boneco de madeira ou quebrando tábuas. Depois de certo nível pode-se enfrentar outros Sims e acumular vitórias ou derrotas. Com mais experiência, você pode entrar no grande torneio de artes marciais da China e se tornar um grande mestre, sendo que um bom nível de habilidade física e muito treino ajudam bastante na hora de se conseguir uma vitória. É bem divertido assistir as lutas com direito a voadoras e tudo mais, e também muito engraçado assistir aos Sims desajeitados tomando porrada do boneco de madeira, e os sims mais habilidosos soltando até mesmo shoryukens.

The Sims 3: Volta ao Mundo

Outra habilidade interessante é a meditação que, após certo nível, permite que você flutue e use o “teleporte zen”, se materializando em qualquer lugar enquanto estiver meditando. As vilas chinesas são especialmente bonitas, com suas casas características e telhados de pagode. Telhados que também estão disponíveis para uso no modo construção. Todas os três países usam uma palheta de cores próprias, mas as de Shang Simla e sua profusão de tons pastéis, dragões e símbolos chineses diversos, aliado ao grande número de detalhes das construções (destaque para a entrada em forma de dragão de uma montanha), são especialmente belos.

Em todos os destinos é possível visitar um mercado central onde se pode comprar artigos locais ou de uso comum a todos, como barracas e comida para as expedições. Existem ainda os mercadores especiais que vendem artigos diferenciados que só podem ser vendidos por moedas ancestrais (as moedas locais que você ganha ao cumprir aventuras ou achando no decorrer delas), sendo que alguns só estarão disponíveis a partir de determinado nível de visto. Entre eles encontram-se chaves mestras para abrir qualquer porta secreta, dispositivos para resolver enigmas que você não está conseguindo, mágicas para levar diretamente pra fora das tumbas, barracas de luxo super Premium, entre diversas outras coisas que via de regra custam bem caro.

Outro item importante é o guia de viagem, um livro onde ficam anotados os detalhes de sua empreitada como as instruções da aventura corrente, o nível atual do seu visto, história das cidades e relíquias encontradas. Um novo veículo também foi adicionado: uma motinho estilo “vespa” que você guarda no seu inventário e torna sua locomoção dentro dos destinos muito mais rápida e charmosa.

The Sims 3: Volta ao Mundo

A última habilidade disponível é a de fotografia. Basta adquirir um dos três modelos disponíveis de máquinas e sair fotografando tudo o que ver pela frente, sendo que o modelo mais caro te oferece opções de filtro (preto e branco ou colorido), de formato (normal ou panorâmica) e zoom. Quanto maior a diversidade das suas fotos e seu nível de habilidade no manejo da máquina, maior será o preço que se poderá cobrar pelas fotos. Caso não queira vender suas fotos, pode se simplesmente emoldurá-las e transformá-las em quadros ou porta-retratos.

Embora não seja um arroubo de originalidade, a nova expansão extrapola os limites da vida cotidiana dos seus Sims e dá nova vida e luz ao game original. Mais do que apenas uma coleção de novos objetos, traz experiências que realmente afetarão a vida dos Sims quando eles voltarem pra casa. É bem divertido competir em lutas na China, enfrentar múmias no Egito e descobrir os segredos de um bom vinho na França, bastante gratificante explorar tumbas e descobrir relíquias e recompensas que valem muito a pena no jogo. E se a Maxis e a EA vão seguir a linha dos remakes melhorados e turbinados das expansões anteriores , que venham os bichinhos fofinhos, as mudanças climáticas, as universidades, o mundo dos negócios e das estrelas. Só dispensamos os vampiros virgens e os lobisomens adolescentes, por que desses já estamos realmente saturados.

Imagem do texto de RKGK

Review – RKGK / Rakugaki

Marco AntônioMarco Antônio10/06/2024

Review – Blockbuster Inc.

Paulo AlmeidaPaulo Almeida04/06/2024