Skip to main content

Quanto mais jogamos VR mais exigentes vamos ficando, pois os modos de jogo hoje existentes são basicamente os mesmos e com pouca evolução até então. Porém a Croteam fez um excelente trabalho com a tão badalada série Serious Sam. Para quem não conhece, a série começou em 2001 com Serious Sam: The First Encounter, desenvolvido com o intuito de demonstrar sua engine própria (Serious Engine). O jogo acabou fazendo bastante sucesso graças à ação desenfreada, violência e humor, e virou um clássico admirado pelos jogadores até os dias de hoje.

Apesar de ser mais um wave shooter, Serious Sam VR: The Last Hope destaca-se pelos gráficos bem superiores a maioria dos jogos VR, polidos e com uma ótima dinâmica. Para os amantes da série, todos os inimigos icônicos estão lá: os escorpiões, os grifos e, é claro, os homens bombas sem cabeça correndo feito loucos e gritando para te explodir. Os primeiros jogos da série contaram com a voz inconfundível do John J. Dick, um marco do querido Sam “Serious” Stone, e nesta edição ele retornou trazendo aos fãs um sentimento nostálgico perfeito.

Imagem do jogo Serious Sam VR: The Last Hope
Serious Sam VR: The Last Hope é o jogo VR mais bonito da atualidade.

Mental ataca de novo

Sam é um militar que se consagrou na luta dos monstros enviados pelo overlord Mental, vilão que deseja destruir a humanidade. Ao longo da campanha, você será teletransportado para cinco planetas diferentes, entre deserto e tumbas escuras, para detonar os alienígenas enviados por Mental. Como pôde notar, a trama é simplória assim como em outros clássicos do gênero FPS, como Duke Nukem 3D e Shadow Warrior. E nem precisa de mais do que isso.

Como em todo wave shooter, você deve matar tudo que ver pela frente, mas Serious Sam VR: The Last Hope consegue ir além com uma penca de inimigos diferentes e únicos que o torna um jogo muito divertido. A apresentação dos inimigos e a velocidade, assim como a jogabilidade e a diversão, andam sempre lado a lado. Os chefões também dão um show à parte.

Imagem do jogo Serious Sam VR: The Last Hope
I am Groot?

Quando falamos em Serious Sam, falamos de armas… Muitas armas. Talvez um dos maiores arsenais e modos de usar até então inventado para VR. Dual miniguns, espadas, chainsaws, laser, pistolas etc. São 16 armas com mais de 150 upgrades possíveis. Combine como quiser em cada mão e seja feliz atirando como quiser, sentado no sofá ou em pé, já que o jogo todo foi feito para o modo estático.

Visitando os cinco planetas disponíveis, cada um possui diferentes níveis de dificuldades e modos de gameplay, como o Endless Wave: sobreviva o maior tempo possível ou até cansar fisicamente. O modo multiplayer, apesar de necessitar algumas melhorias em relação ao match das partidas, é sensacional e bastante divertido.

Imagem do jogo Serious Sam VR: The Last Hope
Há muitas habilidades para evoluir.

A Croteam leva muito a sério a franquia e está sempre atualizando o game. Desde que saiu do Early Access, a desenvolvedora vem trazendo atualizações substanciais; em breve três novos planetas e o modo arena, para todos os oito planetas (junto com um ranking do Endless Wave) serão adicionados ao game.

Serious Sam VR: The Last Hope é muito sério no sentido diversão e muito divertido no sentido de jogo sério. A portabilidade para o ambiente virtual foi feita de maneira magnífica e muito bem elaborada, sendo um dos títulos imperdíveis para os amantes da VR. É curto e de certa forma repetitivo (como a grande maioria dos títulos VR), mas nem por isso deixa de ser um excelente game.

Imagem do texto de RKGK

Review – RKGK / Rakugaki

Marco AntônioMarco Antônio10/06/2024