Skip to main content

Depois de passar horas relaxando enquanto cuidamos da nossa fanzendinha, chegou a hora de exercitarmos o cérebro com Piczle Cross: Story of Seasons. Desenvolvido pela Score Studios LLC, essa junção com Piczle Cross consegue explorar o estilo aconchegante da franquia ao mesmo tempo em que oferece muitos quebra-cabeças e coletáveis para agradar ao grande público.

Story of Seasons, também conhecido como Bokujō Monogatari e que um dia já foi chamado de Harvest Moon, é uma série criada por Yasuhiro Wada que mistura simuladores agrícolas com elementos de RPG. Depois de mais de 30 títulos lançados desde sua estreia em 1996, a Rainy Frog lança um título divertido, intuitivo e que resgata muitas informações de diversos jogos da franquia.

Piczle Cross: Story of Seasons

Baseado em nonogramas, um estilo de quebra-cabeça de pintura com números e lógico (que lembra muito o Sudoku), Piczle Cross: Story of Seasons adapta os elementos fundamentais para os simuladores agrícolas como, por exemplo, ferramentas, animais, móveis, plantas e tudo o que utilizamos para prosperar e customizar nossa fazenda, colocando esses itens para serem descobertos através dos painéis quadriculados ao completarmos cada desafio.

Uma fazendinha para pintar

Os desenvolvedores desse crossover trabalharam em muitos elementos para a adaptação, inclusive adicionando personagens icônicos da franquia Story of Seasons, trazendo um jogo fofinho, relaxante e confortável para a dinâmica desafiadora de Piczle Cross, com quebra-cabeças lógicos que apostam no visual para administrarmos e evoluirmos nossa fazenda.

Piczle Cross: Story of Seasons

Além dos itens desbloqueáveis em cada “fase”, com um nonograma em cada, os jogadores acompanharam a passagem do tempo através das estações do ano, que implica diretamente no visual e progresso da fazenda. Esta que fica ao fundo dos menus e pode ser visitada ao apertarmos apenas um botão. No entanto não espere conseguir utilizar os elementos que você desbloquear ou customizar à sua maneira, pois ela acontece automaticamente e seguindo uma programação pré-definida. Infelizmente o elemento principal de Story of Seasons fica apenas por conta do charme, pois você vai poder simplesmente olhar para ele e nada mais.

Desafios lógicos fofinhos e agradáveis

Pensando na geração atual, a Score Studios se preocupou em fazer com que esse título de Piczle Cross fosse o mais acessível, pensando num público cativo ou que buscam acompanhar a franquia de Story of Seasons na esperança de relaxarem enquanto joga. Os jogadores terão, além do tamanho dos nonogramas (que vão de 5×5 até 20×20), a opção de desligar o cronômetro, usar dicas para o próximo movimento e contar com o apoio da IA para a verificação de possíveis erros. De maneira simples e rápida através do menu ao pausar o jogo, nós temos todas essas opções para ativar ou desligando tudo e aproveitando um desafio ainda maior.

Piczle Cross: Story of Seasons

Muitos recursos de qualidade de vidas foram implementados, como linhas ou colunas preenchidas automaticamente com células vazias que são marcadas logo de cara (mesmo com um pequeno delay ao começar a partida). Além disso com os botões superiores você poderá contar o comprimento de uma série de blocos ou medir facilmente uma série de células, fazendo com que não seja necessário contar manualmente e apontando para a TV.

Infelizmente o melhor recurso de qualidade de vida não foi implementado no Nintendo Switch: a tela de toque não é utilizada para o modo portátil. Diferente do que encontramos em títulos da franquia Piczle Cross ou Picross no mobile e até mesmo no DS ou 3DS, só temos a opção de usar os botões para pintarmos os quebra-cabeças.

Piczle Cross: Story of Seasons

Para compensar, além de mais de 350 quebra-cabeças divididos em diversos tamanhos ou até mesmo no formato Collage Puzzle, em que você completa vários pedaços de uma grande imagem, você terá um diário para acompanhar sua evolução e desbloqueios, além de um almanaque com muitas informações sobre diversos jogos da série Story of Seasons. Numa espécie de livro de recordação, a cada fase completada uma “figurinha” é colada nesse scrapbook e informações são adicionadas ao elemento desbloqueado. Além disso os jogadores terão uma discografia completa com a trilha sonora para poder escutar.

Piczle Cross: Story of Seasons consegue trabalhar o visual fofinho de maneira muito competente, com uma trilha sonora relaxante, com um esforço muito gratificante de resgatar e inserir elementos da franquia fazendo com que o desafio dos nanogramas sejam ainda mais prazerosos. O lançamento da Rainy Frog é sinônimo de aconchego e diversão, proporcionando muitas horas de desafios para serem curtidos sozinho ou ao lado de alguém, como tive o prazer de jogar com o apoio e companhia da minha esposa, uma vetereza dos nonogramas.

92 %


Prós:

🔺 Imersão aconchegante e relaxante
🔺 Boa adaptação dos estilos de jogos para esse crossover
🔺 Muito conteúdo para ser jogado e desbloqueado
🔺 Diversas opções com foco em qualidade de vida
🔺 Desafio na medida certa e adaptável

Contras:

🔻 Não oferece suporte à tela de toque do Switch
🔻 Pequenos delays ao pintar a célula ou no preenchimento automático
🔻 Sem opção de utilizar os itens desbloqueáveis para customizar a fazenda

Ficha Técnica:

Lançamento: 27/02/24
Desenvolvedora: Score Studios LLC
Distribuidora: Rainy Frog Co. Ltda.
Plataformas: Switch, PC
Testado no: Switch

Imagem de Children of the Sun

Review – Children of the Sun

Marco AntônioMarco Antônio09/04/2024
imagem de Ereban: Shadow Legacy

Review – Ereban: Shadow Legacy

Marco AntônioMarco Antônio09/04/2024