Skip to main content

Você acorda durante a manhã e resolve jogar um jogo online, e o que temos no cardápio? MMORPGs, MOBAs, FPS e Battle Royales para todos os lados, o que pode ser bem exaustivo depois de um tempo. É aí que Murderous Pursuits resolve seguir um caminho diferente, ao implementar uma mecânica a la gato e rato em um cenário pequeno onde os jogadores terão de caçar seus alvos enquanto evitam ser assassinados também. Com uma abordagem mais sutil e estratégica, Murderous Pursuit exigirá dos jogadores atitudes frias e pensadas para não se destacarem entre a multidão que está a bordo no cruzeiro de Mr. X,  que alimentará seu apetite homicida com prazer.

Situado na era vitoriana, Murderous Pursuits é um jogo furtivo em terceira pessoa onde a regra é matar ou morrer. O enigmático Mr. X está à procura de novos homens de coragem para se juntar à sua organização, criando um jogo de assassinato a bordo da nave Britannic, semelhante aos transatlânticos de luxo da época. Nesta competição há oito convidados especiais entre a comitiva do cruzeiro, candidatos a assassinos que caçam uns aos outros para ganhar a aprovação de Mr. X. Como um desses convidados, você deve rastrear e matar sua presa designada antes que seus caçadores façam o mesmo com você, evitando qualquer atenção desnecessária. Os assassinos que podem ser controlados são o Almirante, o Bruto, o jovem Trapaceiro, o Príncipe, a lady Doxy, a Duquesa, a misteriosa gueixa Assassina e a feroz Rastreadora.

Uma verdadeira festa de matar está para começar!

É matar ou morrer!

A princípio pode parecer estranho que todos, incluindo os oito convidados de Mr. X e todas as dezenas de NPCs que compõem a tripulação, compartilhem os mesmos modelos de personagem e que a única variedade no caso sejam as skins que jogadores e NPCs utilizam. É como algo saído diretamente da Twilight Zone. Logo você vai perceber que a ideia é esta mesmo e é até muito bem utilizada, já que se os personagens do jogador se distinguissem demais, eles se destacariam como se usassem um alvo em torno dos pescoços, o que reverteria o jogo em um pega-pega em campo aberto e sem se diferenciar de um multiplayer qualquer. Agora você não sabe quem é quem e se mistura entre os passageiros do cruzeiro – aqui você deve se tornar um verdadeiro assassino e estudar a movimentação e ações dos personagens para dividi-los entre NPCs, bots caçadores e alvos.

Você anda pelos níveis, observando através da grande multidão quem pode ser a sua presa enquanto evita caçadores, porque você também é o alvo de outra pessoa. Uma bússola no topo da tela te guia até uma sala onde está seu alvo e ajuda a identificar sua vítima, mostrando uma direção incompleta para o paradeiro deles – afinal, se o jogo te entregasse em uma bandeja de prata a localização do alvo, não haveria tanta graça na caça. Quanto mais perto você chega, mais ampla fica a barra de rastreador verde e quando você está a poucos metros, a barra acende. Agora resta a você observar as ações e movimentos dos personagens na sala para identificar o seu alvo, porém fique atento também a como se porta para não se expor!

Ao se movimentar, a taxa de exposição aumenta. Quanto mais exposto o jogador estiver, mais rapidamente o seu caçador irá te encontrar. Para diminuir essa exposição, existem áreas espalhadas pelo nível que envolvem atividades como admirar uma peça, beber no balcão do bar, dançar em grupo e assim por diante. Ao entrar em uma dessas áreas, você reduz a sua exposição. Além disso, as mortes de dentro dessas áreas de recreação são recompensadas com um bom bônus. O jogo não será necessariamente ganho pelo jogador com mais mortes, mas pelo que tiver mais pontos de favor. Várias armas, como adagas e pistolas, podem ser encontradas pelo nível em caixas e cada uma delas possui uma pontuação diferente a cada uso, indo de um a cinco. Depois de uma morte, o favor da arma que você usou retorna para um, então é melhor conseguir mortes com uma classificação de favor mais alta para não ficar para trás.

Menos um para a competição!

A mecânica principal e as regras de Murderous Pursuits são bem simples, mas é muito inteligente como elas manipulam os jogadores para se comportarem de maneira semelhante e comportada. Você não quer se destacar pois não quer aparecer para o seu caçador e nem a seu alvo, pois até ele sabe que você está apenas esperando uma chance para o distinguir da multidão. É importante dar um passo em áreas de recreação para ficar à toa um tempo e estudar o local, não apenas para se livrar da exposição. Correr de maneira toda desajeitada, mudanças súbitas de direção, movimentos inquietantes e especialmente correr o tempo todo vão fazer com que a sua exposição aumente ao máximo, fazendo com que um alvo literalmente surja sobre a cabeça do seu personagem. Você percebe que, após um tempo, começa a se mover como um robô, agindo de forma fria e calculada. Para não ser pego de surpresa, é sempre bom checar a bússola, abaixo dela sempre tem um aviso menor sobre a presença de caçadores na área, então é melhor agir como todos os outros durante esses momentos e esperar estar sozinho para trocar de armas ou correr um pouco.

Caso você ainda seja encontrado pelo seu caçador, pode dar um tapa para atordoá-lo e fugir. Com isso o alvo dele será trocado e o seu também, e novos alvos e caçadores são aleatoriamente re-designados. Sendo ao mesmo tempo o caçador e o alvo torna Murderous Pursuits tenso e divertido, por ser algo que está sempre gerando novos desafios, principalmente quando se está liderando e o último minuto está passando – agora é hora de manter a calma e não fazer nenhum movimento errado! Existem cinco habilidades que vão te ajudar na sua caça e evitar que seja morto, e você pode escolher até duas delas para utilizar em Murderous Pursuits. “Disfarce” e “Humilhar” são bastante inúteis pelo fato do disfarce, ao ser colocado/retirado, gerar uma animação que lhe entrega como jogador; o “Contra-Ataque” parece ser algo caído dos céus mas só é bom no nome, pois para funcionar é necessário estar frente a frente com o assassino e mesmo assim há o risco de você gastar a habilidade na hora ou pessoa errada. As habilidades mais práticas são “Revelar”, para te apontar caçadores e alvos e “Flash”, para atordoar todos nas proximidades. Todas as habilidades tem um longo período de ‘cooldown’ (carregamento), por isso não pode usá-las a torto e direto.

Monkey see, Monkey do…Monkey see you.

É claro que, muitas vezes, você pode acabar selecionando o alvo errado. Como penalidade, você será exposto instantaneamente e ficará parado por alguns segundos, humilhado e pensando em como acabou de se dar mal, virando um alvo fácil. Se você sobreviver, perderá sua presa e uma nova será atribuída. Todos os segundos são inestimáveis neste jogo de apertados dez minutos. Há também guardas patrulhando algumas áreas e você não quer fazer nada suspeito sob os olhos deles, porque se te pegarem, será preso e exposto de novo. O pior é que, durante aqueles segundos agonizantes em que o guarda está escrevendo uma multa, ele está realmente ocupado e há uma boa chance de seu caçador chegar e dar uma amigável facada nas costas.

O jogador poderá praticar suas técnicas assassinas em partidas contra bots ou contra jogadores mesmo, sendo os únicos modos de jogo disponíveis até o momento em Murderous Pursuits. O bom é que as partidas estão sempre disponíveis, pois caso não haja jogadores o suficiente a lista é preenchida com Bots e eles se comportam muito bem, imitando humanos de maneira perfeita ao correr ou mudar de direção repentinamente. Ainda assim, eles podem ser ainda mais desafiadores do que jogadores humanos, criando ainda mais tensão no jogo.

Murderous Pursuits não se parece nem um pouco com um jogo indie comum. A Britannic traz ambientes agradáveis da época com uma iluminação confortável e locais nitidamente detalhados. Já os desenhos de personagens são cartunescos e alguns podem dizer que são estereótipos culturais, mas são todos feitos de uma maneira que não é grosseira e sim que transparece a individualidade deles. Existe também uma música suave tocando nos corredores da Britannic, sem chamar muita atenção mas criando um pano de fundo tranquilo para uma competição sinistra.

E você, aceitaria o convite do Mr. X?

Um convite que você não pode recusar

Murderous Pursuit traz o espírito de The Ship com semelhanças ao modo multiplayer dos Assassin’s Creed mais antigos. Com isso em mente, posso dizer com certeza que Murderous Pursuit possui um grande valor de replay. A jogabilidade e as regras funcionam muito bem, tornando o jogo justo – o que vai te atrapalhar serão sua ansiedade e impaciência. Os desenvolvedores prometeram alguns novos recursos com o passar do tempo, como partidas ranqueadas e novos mapas, mas o que realmente está faltando em Murderous Pursuits são mais jogadores para participar dessa ‘Dance Macabre’. Entenda isso como um convite desse Bruto que espera por você nos belos salões da Britannic, para que possamos rir, conversar e ver cada vez mais corpos amontoados em pilhas enquanto Mr. X assiste para seu deleite.

Estou esperando você!
Imagem do texto de RKGK

Review – RKGK / Rakugaki

Marco AntônioMarco Antônio10/06/2024