Skip to main content

E mais uma vez nos vemos obrigados a esmagar os malditos nazistas. Em Commandos 2 HD Remaster tomamos o controle de um grupo de especialistas das forças armadas com o objetivo de agir por detrás das linhas inimigas. Responsáveis por sabotagens, resgates e desarmes dos mais inacreditáveis. Do nível Chuck Norris mesmo!

Nesta remasterização do clássico de 2001, com a Yippee! Entertainment sendo a responsável pelo desenvolvimento e a Kalypso Media como distribuidora, voltamos ao fronte de batalha. Agindo estrategicamente em tempo real, as missões a serem cumpridas são variadas, desde uma caixa de ferramentas que precisa ser sabotada até alguém precisar morrer.

Para matar nazistas!

Me lembro até hoje de eu, jovem mancebo, com meus pequeninos 7, 8 anos tentando violentamente jogar Commandos 2 em um belíssimo recém-obtido Pentium III. Obviamente eu não conseguia sair de lugar nenhum, visto que o jogo tem objetivos bem claros e para uma criança imberbe que mal sabia seu nativo português quanto mais o inglês necessário.

Imagem de Commandos 2 - HD Remaster
Piadas são obrigatórias na corporação.

Tirando o elefante da sala, Commandos 2 HD Remaster se vende como um jogo de estratégia em tempo real. Não é. Definitivamente não é. Pelos conceitos que estou familiarizado, pelos conceitos que pesquisei, por tudo o que entendo como estratégia em tempo real, o esperado é que se tenha um ambiente minimamente amplo no qual se tem uma gama de opções a serem aplicadas para se alcançar o devido objetivo.

Em Commandos 2 HD Remaster o que vi – e isso faz muito sentido com o porque eu era incapaz de experimentar o original à época, porém conseguia me divertir com Age of Empires 2 – foi um jogo de puzzles. Para cada objetivo a ser cumprido, precisamos seguir uma linha consideravelmente rígida de escolhas, basicamente seguindo um roteiro narrativo usando de habilidades específicas de cada personagem para que o avanço aconteça.

Isso não seria um problema – além da propaganda errônea – se Commandos 2 HD Remaster fosse um bom jogo de puzzles. Mas não é. A interface é confusa, os comandos exigem um nível de memória tal qual uma peça de William Shakespeare. Além de tudo isso, pelo fato de ser em tempo real, os comandos precisam acontecer em uma velocidade absurda. O que é estupidamente dificultado pela demora na respostas e a falta de precisão dos comandos – com o perdão do trocadilho.

Imagem de Commandos 2 - HD Remaster
Das 8h às 18h exército, das 19h às 23h Cirque du Soleil.

Sendo o terceiro review de uma remasterização em sequência – Warcraft III: Reforged e Preatorians HD Remaster – vejo como o grande ponto de venda é a melhoria gráfica. Por mais que em todos estes casos, mas com Commandos 2 HD Remaster em especial, a melhoria é ínfima. A tal ponto que utilizarem isso como uma qualidade, uma vantagem, me parece uma besteira.

É isso mesmo, só matar nazistas mesmo!

Na página da Steam e da GOG são exibidos alguns GIFs mostrando as melhorias em meio aos textos de divulgação. Ainda estou tentando descobrir qual é o antes e qual é o depois. Para que vocês possam se decepcionar junto comigo, vejam: GIF 1 e GIF 2.

Imagem de Commandos 2 - HD Remaster
Organizar inventário é importante em todos os momentos.

Além da falta da devida melhoria gráfica, o ponto que eu sinto que mais necessitava de atenção, fingiram mexer, mas a resolução foi meia-boca que só: a interface. Desde o vídeo inicial que sempre entra rasgando estourado quando se abre o jogo, passando pelos menus com uma maravilhosa impressão de CD Expert, até as partes internas, onde as informações precisam ser caçadas e não expostas.

Não basta a jogabilidade ser ligeiramente restrita e confusa, a interface também precisava ser. Pode ser que seja para dar a plena sensação de desolação e isolamento que é estar por detrás das linhas inimigas em meio ao maior conflito mundial da história. Ou é só falta de cuidado em busca de ganhar uma grana com jogadores nostálgicos.

Imagem de Commandos 2 - HD Remaster
Tem mina que é complicada mesmo…

Por mais que as outras remasterizações ainda sejam aproveitáveis de alguma forma ou outra, Commandos 2 HD Remaster envelheceu terrivelmente. A narrativa não é interessante, os comandos – que dizem ter sido retrabalhados, o que me gerou algumas dúvidas – são sofríveis e a interface é triste, pra dizer o mínimo. Recomendo assistir documentários sobre a Segunda Guerra Mundial antes de pegar Commandos 2 HD Remaster.

Imagem do texto de RKGK

Review – RKGK / Rakugaki

Marco AntônioMarco Antônio10/06/2024

Review – Blockbuster Inc.

Paulo AlmeidaPaulo Almeida04/06/2024