Skip to main content

A série de jogos Souls é extremamente famosa por seus mundos desafiadores, combates épicos e uma excelente narrativa. Porém, o conflito das chamas não surgiu do nada: Hidetaka Miyazaki, antes de criar sua famosa série Souls que tomaria o mundo por sua dificuldade, começou originalmente com mecas gigantes, que retornam agora em Armored Core VI: Fires of Rubicon.

Dirigida originalmente por Toshifumi Nabeshima, a série Armored Core se destacava por seu combate direto e história sobre como organizações e seus mercenários batalhavam pelo controle de recursos na Terra. Tudo muda em Fires of Rubicon, com os jogadores sendo transportados pela primeira vez para fora do nosso planeta.

O terceiro jogo da série marcou os jogadores por sua mudança de narrativa, mais introspectiva. Com a direção de Miyazaki em Armored Core 4 e For Answer, a franquia atingiu um novo patamar. Infelizmente V e Veridict Day caíram em armadilhas da indústrias na época e acabaram por enterrar o nome da franquia, que retorna agora brilhando mais forte do que nunca.

O que é Armored Core, afinal de contas?

Em Armored Core, os jogadores geralmente são representados por Ravens, grupo de mercenários extremamente habilidosos que pilotam grandes robôs de guerra chamados Armored Core – o nome vem da junção de um núcleo com as peças de braços, cabeça e pernas (ou esteiras de movimentação).

As narrativas dos jogos sempre giram em torno de cenários pós-apocalípticos causados não por guerras entre países, mas sim por interesses de grandes corporações, que investem pesado em mercenários capazes de atacar seus concorrentes e suas forças de combate. E o jogador, até a terceira entrada da série, era apenas mais um número na folha de pagamento.

A partir de Armored Core 3 e sua sequência direta, Armored Core 3: Silent Line, o jogador começa a receber um nome direto ao invés de Raven, como por exemplo 0824-FK3203 em AC 3 e XA-26483 em Silent Line. Nos jogos seguintes, o jogador volta a responder como Raven ou Dark Raven no caso de Armored Core V.

Armored Core VI: Fires of Rubicon
Perdido sobre onde começar? Faça o tutorial

Fires of Rubicon une ambas as propostas e entrega ao jogador controle sobre um humano aprimorado de 4° geração, como visto no trailer acima. Com o código de 621 e sob as ordens do nosso “manipulador” chamado Walter, somos apenas mais um cão de guerra, mas que pode acabar sendo muito mais do que isso e marcar as estrelas como um corvo.

Atiçando uma pequena chama

Armored Core VI: Fires of Rubicon une a essência original que ajudou Miyazaki a criar a série Souls com a constante narrativa de desumanização e transumanismo de Armored Core, com a constante batalha contra a desumanização vista em Dark Souls, Bloodborne e Elden Ring.

Nos jogos anteriores, a Terra não passava de um grande lixão devastado pelas guerras passadas. Mesmo com a diminuição da radiação deixada pelo combustível conhecido como células Kojima, responsável por abastecer os mecas da linha NEXT e seus pilotos Lynx, a humanidade se voltou para as estrelas.

Armored Core VI: Fires of Rubicon
Sempre garanta que seu gerador supra a demanda de energia

Um novo combustível chamado Coral, altamente volátil, foi encontrado. Esperava-se que fosse auxiliar a humanidade a saltar anos a frente na tecnologia. Mas Rubicon-3, o planeta onde o Coral foi descoberto, acabou sendo consumido pelas chamas deste nova fonte de energia, queimando seu planeta natal e tudo que nele havia além das estrelas próximas à ele.

Meio século se passou desde a catástrofe, mas o Coral voltou a surgir em Rubicon e organizações, grupos de resistência e mercenários tem competido para descobrir mais jazidas e reservas deste milagroso combustível. Porém nem tudo que brilha é ouro e até mesmo a menor chama pode começar um inferno.

Um cão acuado é o mais perigoso

Como na série Souls, você não é considerado um “humano”. Você não é também considerado especial ou marcado. Como humanos aprimorados, somos apenas mercadoria de guerra. Com o codinome 621, o jogador entra de maneira ilegal em Rubicon e logo deve buscar por uma licença de operação, achando um meca destruído com a licença Rb23-Raven, um nome com um grande peso.

Armored Core VI: Fires of Rubicon
Pena que não há como aumentar a quantidade de kits de reparo, só a potência

Usando a licença Rb23-Raven, 621 e Walter começam seu trabalho em Rubicon. Sendo constantemente lembrado que não passa de um cão aos olhos de Walter, 621 tem seus serviços vendidos para diversas empresas, mesmo que tenha que atacar uma outra empresa para quem já trabalhou, transitando entre trabalhos para a Arquebus Corporation, Balam Industries, RaD e a Frente de Libertação Rubiconiana.

Com o tempo ganhamos glória e renome entre os grupos e empresas, até mesmo o título de “Escalador da Muralha” após uma missão em nome da Balam Industries. Tudo começa a ficar mais profundo quando 621 destrói um captador de energia: uma explosão de Coral acaba acertando o Armored Core do jogador e ele tem seu primeiro contato com Ayre, uma voz Rubiconiana perdida na correnteza de Coral.

Ayre nos explica que o Coral é muito mais do que apenas uma forma de energia, mas sim algo vivo, que guarda as almas e memórias dos Rubiconianos em si. Cedo ou tarde, a exploração de Coral acaba afetando à todos da mesma maneira e 621 precisa começar a escolher qual lado irá tomar neste grande conflito empresarial e agora mais humanitário.

Armored Core VI: Fires of Rubicon
Amigo, não adianta ficar invisível. O scanner serve para isso

Mãos encharcadas de sangue

Por mais que sejam batalhas bélicas corporativas, ainda há muitas vidas humanas envolvidas. Afinal, além dos Armored Core há outros veículos tripulados como helicópteros de transporte e combate, bem como veículos menores chamados de Muscle Trackers. Então se prepare para uma guerra total com armamentos de ponta.

Armored Core VI: Fires of Rubicon não traz nenhum NEXT ou piloto Lynx das interações 4 e V da série, dando prioridade apenas aos Armored Core mesmo. Ainda que mais à frente tenha uma grande surpresa para os jogadores fãs de Armored Core 3, o jogador se vê com um grande catálogo de peças para criar seu próprio meca.

Você pode ter um meca mais leve e ágil, como o azul visto no trailer do mercenário V.IV Rusty, ou um pesado como o modelo tanque visto no primeiro trailer. O que importa é respeitar o limite de peso e saber balancear seu robô para se tornar algo capaz de abrir caminho por qualquer tipo de obstáculo e adversidade que possa aparecer no caminho.

Armored Core VI: Fires of Rubicon
Pensa em um modo de foto excelente!

Para descobrir primeiramente qual tipo de gameplay mais te apetece, para quem está destreinado ou nunca jogou, recomendo completar os simuladores do tutorial na aba de treinamento. Dessa forma pode garantir peças e créditos logo no começo do game, além de poder se aperfeiçoar fora de combate e encontrar qual tipo de abordagem irá te agradar mais.

Cavaleiros medievais são diferentes de robôs

Um outro fato importante de frisar é que mesmo que as série Souls e Armored Core tenham fechado um ciclo, com uma se apoiando na outra com Armored Core VI, ainda são dois jogos distintos! Fires of Rubicon pode ser considerado uma versão mais voraz, rápida e avassaladora de Sekiro e Bloodborne.

Um robô com pernas pode sim até dar cambalhotas, mas um com esteiras de tanque não, sem contar que uma cambalhota não é rápida o suficiente para escapar de uma bateria de mísseis. Em Armored Core, o jogador precisa se acostumar com o sistema de propulsores presentes em seus Armored Core, uma forma de locomoção e esquiva em combate.

Armored Core VI: Fires of Rubicon
Faça seu próprio logo de mercenário e seus próprios adesivos

Se prepare para estar o tempo todo alerta, pois estamos falando de batalhas com armamentos bélicos futurista extremamente poderosos. Tanto os Muscle Trackers quanto outros Armored Core e suas armas montadas podem te causar um dano imenso e até mesmo te destruir caso não esteja o tempo todo atento.

Usando um sistema de combate omni-direcional em junção com os boosters, o jogador irá vivenciar um combate rápido e brutal de máquinas avançadas de guerra. É como se amarrassem dois foguetes na lateral de um tanque e soltassem ele com total controle sobre a direção em que vai em um campo de batalha!

Herança de guerras passadas

Mesmo sem trazer os LYNX e modelos NEXT para Rubicon-3, ainda há resquícios de suas marca na história. Uma prova disso é a implementação das Assault Armor, algo que pode ser visto nos trailers quando os Armored Core expõem uma espécie de bobina sobrecarregada que usa partículas Kojima para se sobrecarregar e detonar, sendo vista originalmente em Armored Core 4 no meca 00-ARETHA.

Armored Core VI: Fires of Rubicon
Caso não consiga com uma build, tente com outra diferente

Em Fires of Rubicon a tecnologia da Assault Armor foi aprimorada, gerando outros três novos tipos. A primeira é semelhante à de Armored Core, com o núcleo comprimindo as partículas Kojima e explodindo-as, criando uma imensa onda de choque capaz de cambalear os oponentes, um novo sistema introduzido no jogo que falarei mais à frente.

O segundo tipo usa as partículas Kojima para criar um escudo, capaz de seguir o meca do jogador. Por fim, o terceiro tipo cria uma explosão fixa de área maior que repele qualquer projétil de fora desta área de partículas, mas não impede que outros mecas invadam e tem acertem pelo lado de dentro.

A última é a que menos indico. Caso o jogador esteja com apenas um ponto de vida, um escudo é criado ao seu redor, mas que não dura por muito tempo. Então vale mais a pena investir naqueles que você consegue usar por mais tempo e combinar com uma estratégia mais agressiva, pois agressividade aqui é a chave.

Armored Core VI: Fires of Rubicon
Se vocês soubessem o que tem atrás dessa explosão…

Dando um grau no meca

Para poder competir contra os outros mecas e empresas, um cão de guerra precisa estar bem equipado. Para isso existem três formas de conseguir peças: a primeira é fazendo os tutoriais, a segunda é através da loja (que vai se atualizando com o passar dos capítulos do jogo) e a terceira é através de Registros de Caça. Só cuidado para não estourar o orçamento, já que sempre estará gastando com reparos e custos de munição.

Em Armored Core VI: Fires of Rubicon, além das empresas há outras duas entidades. A ALLMIND regula os registros de mercenários e de caça. Quando o jogador reúne esses registros de caça, é recompensando com um rank maior de caçador e novas peças para personalizar seu Armored Core. A outra age como antagonista direta em certa parte da narrativa e é chamada de P.C.A., ou Planetary Closure Administration.

O jogador deve então escolher como pretende abordar o combate. Caso deseje usar um frame menor e mais rápido, deve também optar por armas menores, que dão dano e aumentam regularmente o medidor de “cambalear” do inimigo. Já jogadores que optarem por peças de maior defesa e armas pesadas, se movimentarão mais devagar e atacarão também mais devagar, mas com muito mais impacto.

Armored Core VI: Fires of Rubicon
A lança de energia e o espigão são meus favoritos

O cambalear dos inimigos e o seu funciona com uma barra acima do marcador de vida. Ela aumenta sempre que tomar ataques. Uma vez que esteja completa, tanto para você quanto para o inimigo, o Armored Core irá ficar desativado por 1 a 2 segundos, tempo este onde os danos levados serão muito maiores e prejudiciais.

Armas para todos os tamanhos e gostos

As armas em Armored Core se dividem em quatro categorias e partes, sendo algumas equipáveis nos braços e ombros do meca, além de armas intercambiáveis de mão. São elas cinéticas, explosivas, energéticas e corpo a corpo. Armas cinéticas são o “feijão e arroz” do dia a dia, usando balas de imenso calibre para danificar e cambalear o inimigo, englobando metralhadoras, rifles, escopetas e miniguns gigantescas.

As explosivas são bazucas, baterias de mísseis, lança granadas e canhões, enquanto as de energia focam mais em cambalear o oponente de uma vez, sendo elas drones a distância, rifles e pistolas de carga, além de escopetas bem diferentes que disparam vários feixes de energia contra o oponente.

Armored Core VI: Fires of Rubicon
O primeiro meca é extremamente versátil

Por último, mas não menos importante temos as armas corpo a corpo, que são a espada a laser, a espada grande de energia (referência à Moonlight Sword dos jogos da From Software), uma lança a laser, uma adaga de energia e o grande vergalhão que se dispara causando dano direto ao oponente e uma das minhas armas favoritas.

Para melhorar o combate, o dano das armas e até mesmo liberar as Assault Armor, os jogadores precisam enfrentar a Arena. Ela é um dos mais icônicos locais dos jogos da franquia Armored Core, onde você luta contra vários outros mecas inimigos. Em Fires of Rubicon, após cada vitória você ganha um número de chips que podem ser usados para melhorar o sistema operacional do meca e deixá-lo passivamente mais poderoso.

Um planeta hostil pronto para te enterrar

Os inimigos de Armored Core VI: Fires of Rubicon são muitos e extremamente variados, indo desde o simplório Muscle Tracker com uma metralhadora montada até enormes estruturas titânicas e minhocas que abrem caminho pelas terras acinzentadas como se fossem manteiga quente.

Armored Core VI: Fires of Rubicon
Dragões? Que tal helicópteros do tamanho de dois quarteirões e maiores que prédios?

O combate é frenético e irá exigir que o jogador esteja o tempo todo atento ao que faz, muito mais que nos jogos da série Souls. Um momento que se perde por estar cambaleando pode ser fatal. Os inimigos não irão descansar até te verem morto, usando tudo que estiver ao alcance deles para derrotar 621.

A campanha funciona por um sistema de missões, com o jogador retornando à garagem do local após a conclusão , seja no helicóptero de Walter ou das outras empresas do game. Em alguns raros casos, as missões irão aparecer em duas frentes e, dependendo da qual escolher, você será levado à um dos diferentes finais.

Um escolha ousada, mas já esperada de Miyazaki, que fez o mesmo em For Answer, trazendo três finais diferentes para o jogo de Playstation 3. Mas não pense que o mundo não precisa ser explorado: os cenários guardam vários Armored Core caídos, com várias informações do mundo de Rubicon. Alguns deles até escondem lutas secretas.

Armored Core VI: Fires of Rubicon
Um mundo cruel que não se importa com quem pilota os Armored Core

O brilho do motor nos olhos do piloto

O jogo se tornou ainda mais desafiador com a introdução do modo PVP, que faz referência à empresa responsável pelos mercenários, a Raven Nest. Aqui chamada apenas de Ninho, permite aos jogadores competir em equipes para ver quem é o Mestre da Arena e o mais exímio piloto de Rubicon-3.

Armored Core VI: Fires of Rubicon é tudo que eu queria em um novo jogo da série. Consegue ser original enquanto respeita os anteriores e os homenageia citando o passado de forma lúdica, além de trazer uma roupagem estilo Souls à franquia com as chamas de Coral varrendo Rubicon e os sistemas próximos.

Para mim foi um acerto na mosca. O game traz uma trama complexa, com boa duração (terminei em cerca de 25 horas, completando a Arena), e que deixa vários ganchos para expansões e DLCs. Melhor que isso é ver a franquia chegar finalmente ao PC, com uma excelente otimização para deixar sua aventura ainda mais intensa e memorável.

Review – Another Crab’s Treasure

Renato Moura Jr.Renato Moura Jr.24/04/2024
Stellar Blade

Review – Stellar Blade

Diego CorumbaDiego Corumba24/04/2024