Skip to main content

Aeon Drive é o tipo de jogo em que o foco são os desafios. Não existe uma narrativa bem elaborada, ou um bom desenrolar da história. Trata-se de um jogo 2D de plataforma com precisão, já que pulos e movimentos precisos devem ser executados a todo instante. Já analisamos jogos com essa proposta aqui. Vamos ver se somente desafios é o suficiente para manter o jogo.

Desenvolvido pela 2Awesome Studios e distribuído pela Critical Reflex, Aeon Drive é um jogo fácil de ser compreendido. Você é Jacklyne (interpretada pela voz da 2B de Nier Automata), uma piloto espacial fugindo de uma guerra. Depois de ter sua aeronave danificada, ela pousa em uma cidade chamada Neo Barcelona, onde todo o jogo se passa. Ela precisa encontrar todos os núcleos Drive para fazer sua nave funcionar e ir embora.

30 segundos para salvar Neo Barcelona

O problema é que ela só tem 30 segundos para encontrar todos os núcleos, antes que eles explodam e acabem com toda a cidade. Isso só é possível através de um looping temporal de 30 segundos que sua parceira VERA, uma IA, consegue fazer usando sua tecnologia.

É possível escolher entre cinco cores diferentes de roupas para Jack.

O jogo conta com 10 setores divididos em 10 fases cada um. Como dito antes, você tem 30 segundos para chegar do ponto A ao B. Você tem direito de ganhar cinco segundos coletando uma determinada quantidade de pequenos núcleos pelas fases, mas só é possível usar uma vez. Existem, ainda, coletáveis pelos estágios, que na verdade, não adicionam muito ao jogo.

Não existe muita variedade de cenários. Apesar de 10 setores diferentes, a ambientação é repetitiva, mudando alguns poucos elementos no fundo do cenário como cores, alguns prédios e neons, já que Neo Barcelona é uma cidade cyberpunk. Os inimigos também se repetem muito, dando para contar em uma mão a quantidade diferente de máquinas espalhadas pelas fases.

Teletransporte é a chave em Aeon Drive

Jack tem uma espada que ela usa para derrotar os poucos inimigos pelos estágios, mas a ferramenta que faz o jogo brilhar é sua adaga que lhe permite teletransportar. Ao jogar a faca em qualquer canto e apertar o mesmo botão de arremessar novamente, a protagonista vai de encontro à ferramenta, não importa onde ela esteja. Existe um limite de distância após arremessar a adaga, ao ultrapassá-lo, ela volta para Jack. Também é possível chamar sua ferramenta de teletransporte de volta caso tenha lançado errado.

Quase todos os elementos de dificuldade em uma imagem.

A adaga é muito importante, pois sem ela não é possível progredir. A dinâmica ao usá-la deixa o jogo bem interessante, sendo necessário, por vezes, executar lançamentos super precisos com a adaga para que o avanço seja possível. A “faca mágica” não é só uma ferramenta de teletransporte, já que ela pode ser usada para destruir os inimigos.

Outro elemento que se repente bastante é o level design. Em alguns setores, é possível notar que pouquíssimas coisas mudam, como uma parede, uma plataforma ou armadilhas em locais diferentes. Essas armadilhas se resumem em serras, espinhos, lasers e canhões disparando contra você. O maior inimigo, na verdade, é a física. Você vai mais cair nos abismos, do que morrer para inimigos ou armadilhas.

Diverte, mas não tanto sozinho

Aeon Drive não é um jogo difícil, exceto pelos dois últimos setores que, na minha opinião, tem suas dificuldades escalonadas em um nível bem alto. Não existe uma dificuldade progressiva como, por exemplo, ir passando pelas fases e elas vão ficando mais difícil. Não, a dificuldade é reta e sobe bastante no final. Além disso, alguns movimentos não respondem bem, principalmente o salto em paredes, o que me gerou bastante mortes em espinhos.

Na grande maioria das vezes, cair é igual a morte.

Aeon Drive é bem curto, não me levou nem 3h para completar. Se você gosta de competir por posições, o leader board mostra as pontuações dos jogadores pelo mundo, é sempre legal tomar o rank de alguém. O jogo conta com multiplayer local com corridas entre os jogadores. Esse é o cenário em que o jogo entrega mais diversão, mas por enquanto limitado a jogatina com alguém do seu lado. Uma atualização com multiplayer online está prometida e atualizaremos esse review para relatar nossas impressões com esse modo.

Review – Another Crab’s Treasure

Renato Moura Jr.Renato Moura Jr.24/04/2024
Stellar Blade

Review – Stellar Blade

Diego CorumbaDiego Corumba24/04/2024