Microsoft não priorizará serviços sobre as compras de jogos